Brasil

Moro afirma que nunca usou diretor da PF como ‘moeda de troca’ para indicação ao STF

Antes da fala do ex-ministro da Justiça, Bolsonaro fez um pronunciamento dizendo que Moro disse a ele que concordava com a demissão de Maurício Valeixo.

Por Redação Tupi

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O ex-ministro da Justiça Sergio Moro afirmou nesta sexta-feira (24) no Twitter que “nunca” utilizou a permanência de Maurício Valeixo na Direção-Geral da Polícia Federal como “moeda troca” para ser indicado ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Antes da afirmação de Moro, o presidente Jair Bolsonaro fez um pronunciamento no Palácio do Planalto dizendo que o ex-ministro da Justiça disse a ele que concordava com a demissão de Valeixo, mas em novembro, depois de ser indicado ao STF.

“A permanência do Diretor Geral da PF, Maurício Valeixo, nunca foi utilizada como moeda de troca para minha nomeação para o STF. Aliás, se fosse esse o meu objetivo, teria concordado ontem com a substituição do Diretor Geral da PF”, publicou Moro.

“De fato, o Diretor da PF Maurício Valeixo estava cansado de ser assediado desde agosto do ano passado pelo Presidente para ser substituído. Mas, ontem, não houve qualquer pedido de demissão nem o decreto de exoneração passou por mim ou me foi informado”, completou.

Sergio Moro anunciou demissão do cargo nesta sexta-feira porque, segundo o ex-ministro, Bolsonaro tentou interferir politicamente na Polícia Federal ao decidir pelo desligamento de Mauricio Valeixo, o que Moro não aceitou.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
03 de Dezembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Heleno Rotay
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
17:00 - Show do Apolinho
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »