Brasil

Moro diz que, por se sentirem intimidados, homens agridem mulheres

De acordo com pesquisa, a cada hora, 536 mulheres foram vítimas de agressão física

Por Redação Tupi

(Foto: Reprodução)

Nesta quarta-feira, o ministro da Justiça, Sérgio Moro, deu uma declaração controversa sobre violência contra a mulher.

Por causa dos 13 anos da Lei Maria da Penha, que condena essas práticas, no Twitter, Moro repostou uma publicação do ministério sob qual é responsável, na qual mostra que a pasta e mais outros dez órgãos assinaram um acordo de prevenção ao crime.

Em seguida, ele disse mais algumas palavras sobre o tema.

“Talvez nós, homens, nos sintamos intimidados pelo crescente papel da mulher em nossa sociedade. Por conta disso, parte de nós recorre, infelizmente, à violência física ou moral para afirmar uma pretensa superioridade que não mais existe”, postou o ministro.

Moro recebeu diversas críticas sobre o comentário. Uma delas foi da antropóloga Debora Diniz, que se mudou para os Estados Unidos em setembro do ano passado, depois de receber diversas ameaças de morte, por causa do posicionamento em relação ao aborto.

“Ministro Moro, por favor, apague essa mensagem. É uma questão de dignidade: os homens que me ameaçam de morte o fazem porque são brutos. Não confunda as razões íntimas de homens brutos com explicações sociológicas para a violência. Homens que ameaçam mulheres são covardes”, disse a acadêmica.

De acordo com uma pesquisa realizada pelo Datafolha e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em 2018, a cada hora 536 mulheres foram vítimas de agressão física.

 

Comentários
enquete

Vale a pena se tornar vegetariano só para agradar o (a) parceiro (a)?
Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
21 de Setembro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show de Bola
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »