Brasil

MPRJ solicita que Flordelis use tornozeleira eletrônica e seja afastada do cargo na Câmara dos Deputados

Parlamentar está sendo investigada por ter sido mandante no assassinato do próprio marido

Por Redação Tupi

(Foto: Celia Viana / Câmara)

O Ministério Público do Rio (MPRJ) solicitou à Justiça que a deputada Flordelis, investigada por ter sido a mandante do assassinato do próprio marido, seja monitorada com tornozeleira eletrônica. O promotor Carlos Gustavo Coelho de Andrade também pediu que a parlamentar seja afastada do cargo e que cumpra o recolhimento domiciliar noturno, das 23h às 6h.

O pedido do Ministério Público tem ligação com a dificuldade que a Corregedoria da Câmara dos Deputados enfrentou para localizar Flordelis. A parlamentar não foi encontrada em pelo menos duas tentativas de notificação no caso que apura o atentado a bomba, denunciado por uma testemunha do crime.

Ainda de acordo com o MPRJ, a liberdade de Flordelis causa “intranquilidade em todas as testemunhas ouvidas no caso”.

Em junho de 2019, após o assassinato, Flordelis não foi presa por ter imunidade parlamentar.

Alguns filhos de Flordelis já foram presos durante as investigações, entre eles: Adriano dos Santos Rodrigues, André Luiz de Oliveira, Carlos Ubiraci Francisco da Silva, Marzy Teixeira da Silva e Simone dos Santos Rodrigues.

A defesa de Flordelis não foi encontrada para prestar esclarecimentos.

 

Comentários

enquete

Fluminense tem chances de avançar na Libertadores?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
07 de Maio de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Clóvis Monteiro
« Programa Anterior
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »