Brasil

Mulher é presa após levar idoso morto para prova de vida

Segundo a Polícia Civil de São Paulo, o idoso estava morto havia pelo menos 12 horas, quando foi levado de cadeira de roas para uma agência bancária

Por Redação Tupi

(Foto: Reprodução / Google Maps)

A Polícia Civil de São Paulo investiga a ação de uma mulher que levou um idoso morto em uma cadeira de rodas até uma agência bancária, na cidade de Campinas, para fazer prova de vida e sacar a aposentadoria dele.

De acordo com a corporação, o caso ocorreu em uma agência do Banco do Brasil no dia 2 de outubro e foi descoberto após a mulher, que não teve a identidade divulgada, tentar apressar o atendimento dizendo que o suposto companheiro, um homem de 92 anos, estava passando mal.

Após desconfiarem, funcionários do banco chamaram o Corpo de Bombeiros que não só constatou que o idoso estava morto, como o óbito teria acontecido há algum tempo. A suspeita era de que o idoso estava morto havia pelo menos 12 horas.

A Polícia Militar foi acionada e a mulher conduzida para o 1º Distrito Policial para registro da ocorrência. O corpo do idoso foi enterrado no dia seguinte.

Em nota, o Banco do Brasil informou que “cumpriu todos os protocolos previstos no contrato de prestação de serviço com a fonte pagadora, o que inclui a exigência de procuração ou a presença do beneficiário na agência”.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
30 de Outubro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Pedro Augusto
« Programa Anterior
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »