Brasil

No Piauí, dona de prostíbulo se filia ao MDB para concorrer à Câmara dos Vereadores de Teresina em 2020

Cafetina Beth Cuscuz ganhou projeção na mídia após ser presa pela Operação Aspásia, em 2012

Por Redação Tupi

Cafetina Beth Cuscuz ganhou projeção na mídia após ser presa pela Operação Aspásia, em 2012
(Foto: Reprodução)

Dona da maior e mais famosa casa de prostituição do estado do Piauí, Elisabeth Lourdes Ferreira de Oiveira, mais conhecida como Beth Cuscuz, se filou ao MDB para concorrer ao cargo de vereadora de Teresina, nas eleições municipais de 2020. A confirmação da filiação da cafetina ao partido foi feita pelo deputado estadual Themístocles Filho (MDB-PI), presidente da Assembleia Legislativa do Piauí.

“A doutora Beth, o ex-jogador Sima, uma assistente social que representa os afrodescendentes e um cadeirante estão filiados ao MDB há tempos. No partido tem pré-candidatos pra todos os gostos”, garantiu Themístocles.

Anteriormente, já havia sido especulado um convite do deputado para Beth se filiar ao MDB. Porém, à época, o presidente da Assembleia Legislativa negou qualquer proposta, mesmo frisando não haver  “preconceito com ninguém” dentro da sigla.

Beth Cuscuz ganhou projeção na mídia após ser presa durante a Operação Aspásia, em 2012. Na ocasião, a cafetina foi acusada de manter suas funcionárias vivendo em condições degradantes e insalubres, mesmo com programas custando até R$50 mil.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
22 de Outubro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Heleno Rotay
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
17:00 - Show do Apolinho
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »