Brasil

OAB solicita estudo detalhado sobre as implicações jurídicas do discurso de Sérgio Moro

Ao se demitir, Sérgio Moro acusou o presidente Bolsonaro de tentar interferir na autonomia da Polícia Federal

Por Redação Tupi

Foto: Reprodução/OAB

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, informou que a entidade irá analisar os indícios de crimes apontados pelo ex-ministro Sérgio Moro durante pronunciamento na manhã desta sexta-feira (24). A saída foi desencadeada pela troca na diretoria-geral da Polícia Federal, que gerou divergências entre Moro e o presidente Jair Bolsonaro. Moro também acusou Bolsonaro de interferência política na corporação.

“A OAB irá analisar os indícios de crimes, apontados por Moro. Mas preciso registrar meu lamento e minha indignação com as crises que o Presidente nos impõe, por motivos extremamente suspeitos, em meio a uma crise pandêmica que, de tão grave, deveria ao menos ser a única”, afirmou o presidente da OAB.

Em nota, Santa Cruz afirmou que a Comissão de Estudos Constitucionais da OAB irá formular um “estudo detalhado” do pronunciamento e suas implicações jurídicas. “É lamentável que, no dia seguinte ao país registrar mais de 400 mortos pela pandemia, estejamos todos me meio a nova crise patrocinada pelo governo”, afirmou.

 

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
28 de Maio de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Giro Esportivo
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »