Brasil

PGR prorroga Lava Jato de Curitiba até janeiro e defende criação de novo modelo

Na decisão, Humberto Jacques lembrou a necessidade de o Conselho Superior discutir uma estrutura permanente para as forças-tarefas.

Por Marcos Antonio de Jesus

(Foto/Divulgação MPF)

O vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, decidiu prorrogar até o dia 31 de janeiro a validade da força-tarefa da Lava Jato de Curitiba, com dedicação exclusiva para 11 dos 14 integrantes do grupo. O tempo concedido pelo número dois da gestão de Augusto Aras é menor do que a prorrogação do que a decisão liminar proferida pela subprocuradora-Geral Maria Caetana, do Conselho Superior do Ministério Público Federal, que era de um ano.

Na decisão, Humberto Jacques lembrou a necessidade de o Conselho Superior discutir uma estrutura permanente para as forças-tarefas. Atualmente, o órgão debate um projeto para a criação de uma Unidade Nacional Anticorrupção, que absorveria a Lava Jato dos Estados em um grupo nacional de apoio a grandes investigações.

Na avaliação de integrantes do conselho superior, a decisão de Humberto Jacques se sobrepõe ao despacho liminar da conselheira, porque a PGR tem a competência administrativa sobre as forças-tarefas. O assunto ainda deve ser levado para debate no Conselho Superior do MPF.

Em nota, a força-tarefa afirmou que a decisão “vai ao encontro do interesse público, pois permitirá que resultados significativos sejam obtidos em prol da sociedade brasileira”.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
23 de Setembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Radar Tupi
« Programa Anterior
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »