Brasil

Polícia Civil pode ter perdido imagens do caso Marielle

Reportagem do portal UOL afirma que agentes não conseguiram recuperar o material

Por Redação Tupi

Segundo uma publicação do portal UOL, policiais da delegacia de homicídios da capital perderam imagens que poderiam identificar a autoria do crime que vitimou a vereadora Mariele Franco e o motorista Anderson Gomes no dia 14 de março de 2018. A publicação do site, divulgada no último domingo, foi creditada a fontes que estariam relacionadas à investigação.

Um documento elaborado pela própria DH diz que a primeira imagem do carro que alvejou o veículo da parlamentar foi registrada às 17h34 do dia do crime, no Quebra-Mar, Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. De acordo com a reportagem, os investigadores tiveram acesso à outras imagens importantes para a elucidação do caso, como a do momento em que o carro dos supostos assassinos sai de um estabelecimento comercial na Tijuca (18h16); e na Rua dos Inválidos, na Lapa, onde Marielle participou de um debate antes de ser assassinada (18h44).

A publicação do UOL diz que os policiais perderam os arquivos:

“Os policiais foram ao local logo após o atentado, salvaram as imagens em pendrive e retornaram cerca de 15 dias depois sob alegação de que tinham perdido o material. Porém, nesta ocasião não foi possível recuperar as imagens”.

Em resposta, a Polícia Civil disse apenas que “o caso segue sob sigilo”.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
27 de Fevereiro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Heleno Rotay
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
17:00 - Show do Apolinho
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »