Conecte-se conosco

Brasil

Rosa Weber é eleita presidente do STF e diz que vai atuar na defesa do regime democrático

Ela que assume a presidência do STF no dia 12 de setembro

Publicado

em

(Foto: Reprodução / Agência Brasil)

Na primeira manifestação depois de ser eleita presidente do Supremo Tribunal Federal, a ministra Rosa Weber afirmou nesta quarta-feira (10) que vai atuar sempre “na defesa da integridade e da soberania da Constituição e do regime democrático”.

Ela que assume a presidência do STF no dia 12 de setembro, foi eleita de forma simbólica pelos demais ministros da corte. É praxe que o ministro mais antigo que ainda não ocupou a presidência suceda o anterior.

A ministra disse que, a despeito dessa tradição, está “absolutamente sensibilizada pelo voto de confiança”. O mandato está previsto para durar até outubro do ano que vem, quando terá que se aposentar porque completa 75 anos. Além de Rosa, foi eleito como vice-presidente o ministro Luís Roberto Barroso, que deve suceder a ministra na presidência do Supremo.

A eleição foi feita de forma digital. Antes da sessão, os ministros receberam um link e votaram de forma rápida. O mandato do atual presidente, Luiz Fux, vence no dia 10 de setembro, que cai em um sábado. Assim, as datas que haviam sido discutidas para a posse de Rosa Weber eram os dias 9 (sexta-feira) ou 12 (na segunda-feira).

O STF acabou ficando com a segunda opção, por ser na semana seguinte ao feriado de 7 de setembro, quando o clima de tensão entre as instituições deve estar mais ameno.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.