Brasil

Sargento reformado vira réu por estupro cometido durante o regime militar

Esse caso marca o primeiro processo por este tipo de crime sexual aberto contra militares no período da ditadura

Por Redação Tupi

Foto: Reprodução

Nesta terça-feira, o Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF-2) aceitou a denúncia contra o sargento reformado do Exército Antônio Waneir Pinheiro de Lima, sob a acusação de ter cometido sequestro, cárcere privado e estupro da historiadora Inês Etienne Romeu, que morreu em abril de 2015.

Sob a alcunha de “Camarão”, ele agia na prisão clandestina “Casa da Morte”, em Petrópolis, Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Lima e a “Casa da Morte” haviam sido denunciados em 2016, e a 1ª Vara Federal Criminal de Petrópolis rejeitou a acusação, ao argumentar que o caso se enquadrava na Lei da Anistia.

Os procuradores recorreram que o caso entrava como desa-humanidade, crime imprescritível, independentemente de qualquer acordo.

Inês foi a única presa por cunho político a sair viva do local, onde ficou entre maio e setembro de 1971. Em 1979, a historiadora divulgou um depoimento sobre os abusos a qual foi submetida na “Casa da Morte”.

“…estuprada duas vezes por ‘Camarão’, obrigada a limpar a cozinha completamente nua, ouvindo gracejos e obscenidades, os mais grosseiros”, depôs ela.

 

Comentários
enquete

Amor eterno existe ou homem se casa por acomodação?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
23 de Outubro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Mário Belisário
« Programa Anterior
06:00 - Show do Antônio Carlos
08:00 - Show do Clóvis Monteiro
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
13:10 - Show do Pedro Augusto
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
12:00 - Patrulha da Cidade
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »