Brasil

STJ mantém prisão de empresário acusado de desviar testes de covid-19

Caso é investigado pela Polícia Civil de São Paulo, que prendeu 14 pessoas que teriam furtado testes de covid-19 no Aeroporto Internacional de Guarulhos

Por Marcos Antonio de Jesus

(Foto: Reprodução/Agência Brasil)

O presidente do Superior Tribunal de Justiça, João Otávio Noronha, negou pedido para soltar o empresário chinês Zheng Xiao Yun, acusado de receptar uma carga de testes para covid-19. Na decisão, o ministro entendeu que não há ilegalidades na liminar da Justiça de São Paulo, que manteve a prisão em flagrante, no início do mês.

O caso é investigado pela Polícia Civil de São Paulo, que prendeu 14 pessoas que teriam furtado testes de covid-19 no Aeroporto Internacional de Guarulhos. A carga veio da China e foi encontrado no bairro do Ipiranga, na Zona Sul da capital. Durante a ação, foram encontradas 15 caixas com 14.500 kits de testes e cerca de 2,1 milhões de máscaras descartáveis, distribuídas em 435 caixas.

A defesa pediu a soltura do empresário ao STJ por entender que não houve fundamentação concreta da decisão que manteve a prisão, além de alegar risco de contaminação pela covid-19.

 

 

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
03 de Dezembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Nenhuma programação disponível
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »