Conecte-se conosco

Brasil

Vítimas do acidente de helicóptero em SP são identificadas; confira quem são

Aeronave caiu entre as ruas Pedro Luís Alves Siqueira e James Holland, em Barra Funda, na Zona Oeste de São Paulo

Publicado

em

Vítimas do acidente de helicóptero em SP são identificadas; confira quem são (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)
Vítimas do acidente de helicóptero em SP são identificadas; confira quem são

As quatro vítimas do acidente de helicóptero que aconteceu em Barra Funda, na Zona Oeste de São Paulo, nesta sexta-feira (18), tiveram suas identidades reveladas. A aeronave caiu entre as ruas Pedro Luís Alves Siqueira e James Holland.

João Intorm Neto, do Rio, era quem pilotava o helicóptero na hora que aconteceu a queda. Os empresários Caio Moreira, Antônio Cano e Wellington Palhares eram as três vítimas que estavam na aeronave.

O helicóptero caiu em um prédio desativado. De acordo com os bombeiros, a aeronave saiu de Guarujá e estava próximo do pouso no Aeroporto Campo de Marte, na Zona Norte de SP. Segundo o subcomandante Yuri Moraes, a aeronave bateu contra um coqueiro antes de atingir o solo. Ele também disse que a “ocorrência chegou aos Bombeiros por volta das 14h45”, mas que o helicóptero caiu às 14h35.

A Agência Nacional de Aviação Civil informou que o helicóptero de prefixo PR-PGC era operado pela Helimarte Táxi Aéreo. Ela tinha autorização para voo e capacidade máxima para apenas três pessoas mais o piloto.

A empresa Helimarte não quis se pronunciar sobre o acidente. No entanto, o advogado da empresa, Sérgio Gegers, falou com a imprensa para tratar do assunto.

“A empresa está aqui com o diretor e todos os profissionais que compõem o grupo, todos treinados. Vamos aguardar o relatório do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) e das autoridades. Não temos nenhuma outra informação no momento, não sabemos o que aconteceu, não temos a causa do acidente. Estamos dando todo o suporte para as famílias das vítimas e também colaborando com as autoridades competentes. Todas as aeronaves da empresa são devidamente cadastradas, reguladas e revisadas com acompanhamento diários inclusive de órgãos estaduais”, disse.

Continue lendo