Ciência e Saúde

A chegada do verão e os cuidados com exercícios físicos

Especialista do INTO dá dicas para um retorno mais saudável às academias

Por Victor Yemba

exercícios físicos
A chegada do verão e os cuidados com exercícios físicos (Foto: Divulgação)

A proximidade do verão aumenta a procura por atividades físicas, vistas como o melhor caminho para entrar em forma. Os cuidados para evitar lesões, porém, não devem ser esquecidos, já que são tão importantes quanto a prática de exercícios. Por isso, o especialista do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (INTO), do Ministério da Saúde (MS), Marcus Vinicius Amaral, chefe da Divisão de Traumatologia e Ortopedia, explica que é necessário se preparar para retornar à academia.

“O retorno ou início de prática desportiva deve ocorrer por meio de um programa de treinamento baseado em metas de capacitação física, além do suporte nutricional e cardiológico”, diz. “As possíveis lesões ortopédicas decorrentes da prática de exercícios sem orientações podem ter diferentes características, dependendo do treinamento e intensidade da atividade a que o indivíduo se expôs.” Entre as mais comuns estão as musculares, tendinosas, ligamentares e cartilaginosas.

Marcus Vinicius Amaral,
Marcus Vinicius Amaral, especialista do Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (INTO), do Ministério da Saúde (MS) (Foto: Divulgação)

É fundamental a orientação de um profissional de educação física, além da elaboração de um programa de exercícios compatível com a capacidade física desportiva do indivíduo, e de um plano de metas de progressão de acordo com os objetivos.

A gravidade das lesões é variável, dependendo de fatores intrínsecos a cada pessoa. Mas, para o ortopedista, quem malha deve levar em consideração algumas condições específicas: lesões prévias, método de treinamento, matriz de exercícios, intensidade da carga e repetições.

É importante destacar ainda, que não há um exercício mais adequado para iniciar o treinamento. O retorno deve ser personalizado e pensado nas características físicas de cada um. Além disso, o hábito de se movimentar deve ser um projeto de vida, e não uma medida temporária de saúde.

“Exercícios aeróbicos isolados sem proteção muscular expõem os indivíduos a lesões, assim como o excesso de treinos de força sem capacitação cardiorrespiratória limita o alcance do benefício dos exercícios. O hábito de se movimentar e exercitar deve ser pensado visando resultados de longo prazo e a promoção da saúde como um todo, controlando parâmetros clínicos até a melhoria da capacidade funcional”, diz Amaral.

Assim, a chegada do Verão deve ser um incentivo para obter resultados que ultrapassam os desejos estéticos, podendo impactar positivamente a qualidade de vida. Todo o processo de adaptação ao treinamento precisa ocorrer naturalmente, respeitando os limites e as necessidades de cada pessoa.



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
11 de Janeiro de 2022 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Radar Tupi
« Programa Anterior
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »