Ciência e Saúde

Diferenças entre intolerância, alergia e sensibilidade alimentar

Exame inédito que analisa mais de 1000 alimentos identifica quais podem atrapalhar o bom funcionamento do seu organismo

Por Redação Tupi

Intolerância alimentar foto 1
Diferenças entre intolerância, alergia e sensibilidade alimentar (Foto: Divulgação)

Alguns alimentos causam reações adversas no organismo, como a intolerância alimentar. É importante que sejam identificados os alimentos responsáveis para que possam ser retirados da dieta, evitando que o corpo tenha reações não imunológicas que causem desconfortos ou transtornos.

A excelente notícia é que alguns laboratórios do país já oferecem o ‘Painel de Intolerância alimentar + 1000 alimentos’ – é o mais completo teste de análise de alimentos, conservantes e agentes ambientais que podem interferir no bom funcionamento do organismo. O objetivo do exame é identificar qual tipo de alimento está “agredindo” a saúde do organismo, apontando, por exemplo, se o paciente está produzindo bons anticorpos ou não, qual dieta personalizada adotar para que tenha uma vida mais saudável.

A biomédica Bárbara Pereira, responsável pelo setor de análises clínicas do Lach, laboratório e clínica, destaca que o exame é indicado para pessoas que apresentam algum sinal de sensibilidade contra alimentos e aditivos alimentares que desencadeia para problemas de saúde inespecíficos. “A intolerância alimentar é um problema muito sério que em diversos pacientes leva a disfunções gastrointestinais, doenças inflamatórias da pele, enxaqueca, síndrome da fadiga crônica etc. Esses sintomas podem ser causados por reações imunes excessivas. E saber o que comer é o primeiro passo para conquistar uma vida mais saudável”, destaca a biomédica.

As classes analisadas pelo teste são alimentos, conservantes, substâncias do ambiente como poeira, fungos e plantas feito em amostra de cabelos. Entre 30/45 dias o paciente tem um diagnóstico preciso. Por avaliar cada concentração, o teste define o melhor tratamento para cada caso, com o objetivo de aliviar e eliminar os sintomas.

Alguns tipos de alimentos causam reações repetidas e anormais no organismo chamadas de reações adversas ao alimento. Essas reações são divididas em alergia alimentar e intolerância alimentar. As reações de intolerância aos alimentos são tardias e ocorrem várias horas ou dias após sua ingestão. Em geral, gases, diarreia, constipação, eczema ou dor articular.

 

Diferenças entre intolerância, alergia e sensibilidade alimentar

Intolerância alimentar é a ausência ou deficiência de uma enzima digestiva que dificulta ou impossibilita a digestão de um grupo de alimentos. O diagnóstico das intolerâncias alimentares é essencialmente clínico, não havendo testes laboratoriais, com algumas exceções, como no caso da doença celíaca (intolerância ao glúten).

Das reações onde o sistema imunitário reage a um alimento através da produção de uma imunoglobulina, há a possibilidade de detecção por exame laboratorial. De acordo com a Sociedade Brasileira de Alergia e Imunologia, a alergia alimentar é uma resposta exagerada do organismo a determinadas proteínas presentes nos alimentos. Na alergia alimentar ocorrem reações clínicas exuberantes e bem definidas momentos após a ingestão do alimento em causa, levando à produção de imunoglobulinas do tipo IgE. A pesquisa de imunoglobulina e IgE específica, nestes casos, se positiva, determina a alergia a determinado alimento.

A sensibilidade alimentar, por sua vez, provoca reação retardada, algumas horas ou dias após a ingestão do alimento causa. As reações não são tão fortes e também não parecem relacionadas à ingestão dos alimentos. Nos casos de sensibilidade alimentar há a produção de imunoglobulinas IgG e a pesquisa de IgG específica para o alimento, quando positiva, determina a fonte de sensibilidade.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
09 de Maio de 2022 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Giro Esportivo
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »