Brasil

Secretário do Ministério da Saúde confirma que não há intenção de comprar vacina chinesa

Segundo o Ministério da Saúde, houve uma interpretação equivocada da fala do ministro Eduardo Pazuello

Por Marcos Antonio de Jesus

(Foto: Reprodução/Agência Brasil)

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, Élcio Franco, reafirmou, nesta quarta-feira, que o Governo Federal não pretende adquirir as doses da vacina CoronaVac, candidata chinesa com parceria entre a farmacêutica Sindovac e o Instituto Butantan.  “Não há intenção de compra de vacinas chinesas”, afirmou Franco, acrescentando, ainda, que, “no que depender desta pasta, a imunização contra Covid-19 não será obrigatória”.

A mensagem de que a pasta iria incorporar a CoronaVac ao Programa Nacional de Imunizações surgiu, nesta terça-feira, durante reunião com governadores, realizada por meio de videoconferência. Segundo o Ministério da Saúde, houve uma interpretação equivocada da fala do ministro Eduardo Pazuello. “Em momento nenhum, a vacina foi aprovada pela pasta, pois qualquer vacina depende de análise técnica e aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED) e pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec)”, esclareceu o secretário.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
26 de Novembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Heleno Rotay
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
17:00 - Show do Apolinho
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »