Ciência e Saúde

Tuberculose mata (quase) tanto quanto a covid-19

Novo teste que facilita identificação da doença agora será oferecido pelo SUS e reembolsado pelos planos particulares

Por Victor Yemba

(Divulgação)

De acordo com um levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS), existem hoje duas bilhões de pessoas infectadas pelo Mycobacterium tuberculosis sem saber, o que corresponde a um terço da população mundial. A maioria dessas pessoas sequer sabem que estão infectadas, mas seguem transmitindo a enfermidade. Dentre elas, 9 milhões desenvolverão sintomas da doença e, deste, 2 milhões morrerão a cada ano. Ou seja, quase tanto quanto o covid-19, que em um ano matou 2,5 milhões de pessoas.

O mês em que temos o Dia Mundial de Combate à Tuberculose (24), começa com uma boa notícia: um novo exame que avalia a tuberculose latente (sem sintomas) de forma mais rápida e simples agora será oferecido pelo SUS e reembolsado por planos de saúde (em laboratórios particulares).

O teste interferon-gama – com resultado em 7 dias – chega com a premissa de acabar com a metodologia obsoleta utilizada no SUS – o tuberculínico PPD, que ocorre em duas etapas: uma para aplicação do teste e outra para leitura e interpretação do resultado, gerando demora no diagnóstico. “Com o interferon-gama, o processo será mais ágil. O paciente precisará se deslocar apenas uma vez ao laboratório”, ressalta Bárbara Pereira, especialista em Imuno hematologia pela UFRJ e biomédica responsável pelo setor de análises clínicas do Lach, laboratório e clínica.

 

A especialista ressalta que o novo método avalia o desenvolvimento da tuberculose latente, amplia a orientação clínica para o diagnóstico e diminui o aumento no número de casos. “Diversos estudos apontam que cerca de 20% dos doentes não são diagnosticados e, muitos casos somente são descobertos após a internação ou óbito. Ter o exame disponível na rede privada com a facilidade de reembolso e, em poucos meses, ter também disponível pelo SUS, vai frear a contaminação de uma das enfermidades mais antigas do mundo”, explica Bárbara.

Bárbara Pereira, especialista em Imuno hematologia pela UFRJ e biomédica responsável pelo setor de análises clínicas do Lach, laboratório e clínica (Divulgação)

 

Hoje o Brasil é o 18º lugar entre os países com o maior número de casos de tuberculose em todo o mundo. O Rio de Janeiro se destaca no quadro nacional por apresentar, historicamente um elevado número de casos e altos níveis de contaminação pela a doença, especialmente em áreas de grande concentração populacional, como o Complexo do Alemão e a Rocinha com a média de 12 mil novos casos por ano e uma incidência de 85 doentes para cada 100 mil habitantes. Isso representa 20% das notificações no Brasil. Ou seja, mais que o dobro da média nacional, de 40,8 casos por 100 mil, e 700 óbitos notificados anualmente.

Comentários
enquete

Quem você acha que é o favorito para levar o título da Supercopa do Brasil?

Carregando ... Carregando ...


AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
11 de Abril de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Baú da Tupi
« Programa Anterior
15:00 - Super Futebol Tupi
08:00 - Show do Pedro Augusto
22:00 - Giro Esportivo
11:00 - Samba Social Clube
03:00 - Domingo Show
12:00 - Bola em Jogo
06:00 - Ele & Ela
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »