Coronavírus

Com suspeita de coronavírus, gari de 62 anos morre no Rio durante tratamento domiciliar

Relatório médico de Manoel Helton Gonçalves Coelho constava que ele estava com sintomas de gripe, havia sido medicado e liberado para casa, onde acabou morrendo

Por Redação Tupi

Foto: Reprodução Internet

Um gari de 62 que trabalhava em Copacabana, na Zona Sul do Rio, com suspeita da COVID-19 faleceu durante tratamento domiciliar na madrugada de quinta-feira (2). Ainda não há a confirmação de que a morte de Manoel Helton Gonçalves Coelho foi causada pela doença.

A Comlurb lamentou o falecimento em nota. “Ele já estava afastado do trabalho desde 26 de março por pertencer ao grupo de risco preconizado pelo Ministério da Saúde”, divulgou a empresa.

De acordo com o relatório médico de Manoel, ele havia sido atendido no dia 31 de março com sintomas de gripe, foi medicado e liberado para tratamento em casa, em Senador Camará, na Zona Oeste do Rio, onde morreu.

O Serviço Social da Comlurb, após tomar conhecimento da morte, acionou a vigilância epidemiológica do Município, que enviou uma equipe à casa do gari para poder declarar o óbito e colher material para análise. O resultado do exame ainda não foi publicado. O Sindicato dos Empregados de Empresas de Asseio e Conservação do Rio custeou o funeral e o corpo foi cremado. A Comlurb vai reembolsar o valor pago.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
28 de Maio de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »