Coronavírus

Com vários dialetos diferentes, países africanos têm dificuldade em passar orientações contra pandemia do coronavírus

África do Sul é o pais tem o maior número de infectados do continente

Por Beto Jr

Foto: Reprodução

Enquanto o coronavírus atinge a Europa e os Estados Unidos, os governantes do continente africano estão se esforçando para evitar um surto, aplicando bloqueios e aumentando as campanhas de saúde pública.

Mas transmitir essa mensagem as pessoas que não falam ou não entendem inglês – mais da metade da população em algumas áreas – é difícil. Explicar a eles que o vírus não faz distinção entre pobres e ricos não é fácil.

As medidas de prevenção são tão internacionais que não existem traduções literais para eles em muitos dialetos locais. Mas para salvar a vida de milhões, é crucial encontrar as palavras para comunicar a seriedade da pandemia.
Uma comunicação ineficaz em algumas regiões africanas pode ser perigoso.

Pelo menos onze trabalhadores da saúde foram mortos em 2019 na República Democrática do Congo, em parte por tentarem, sem sucesso, convencer algumas pessoas de que os profissionais da área médica eram confiáveis e tentar ajudar na prevenção de outro vírus – o ebola.

O país africano com o maior número de infectados pelo novo coronavírus é a África do Sul (2.783 casos e 50 mortes oficiais) os Sul Africanos estão abaixo dos Top 40 de países mais infectados segundo os números da universidade de medicina Johns Hopkins, nos EUA.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
04 de Junho de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »