Coronavírus

Fluminense deve aos jogadores algumas premiações atrasadas

Valor chega a R$ 2 milhões de reais

Por Sérgio Guimarães

Foto: Lucas Merçon / Fluminense F.C

O Fluminense tem quitado algumas pendências financeiras com os jogadores em acordo estabelecido pelo presidente Mário Bittencourt, que conseguiu com o elenco uma aceitação para a redução salarial durante a pandemia. O Fluminense foi o único clube dos grandes do Rio de Janeiro que não demitiu nenhum funcionário e ainda revelou publicamente o acerto estabelecido.

Em relação as premiações atrasadas elas foram as seguintes:

– 30% do valor recebido por ter chegado até as quartas de final da Copa Sul-Americana

– 10% do valor pela classificação para a Copa Sul-Americana 2020 através do Brasileiro

– Bicho pelas 12 vitórias conquistadas no Campeonato Brasileiro (premiações acertadas na gestão Pedro Abad)

O valor destas pendências antigas chega a R$ 2 milhões, que deverão ser quitados antes do final do ano, assim como os direitos de imagem e salários que estiverem atrasados até dezembro. Segundo a cláusula de inadimplência do acordo, se o clube não honrar os compromissos dentro do prazo, a redução salarial será cancelada, e a direção será obrigada a pagar a diferença que havia cortado dos jogadores.

O presidente Mário Bittencourt fala sobre a questão e diz que o clube vai fazer de tudo para cumprir o acordo, disse o dirigente no site www.GloboEsporte.com

“Eles aceitaram fazer o acordo quando tinham valores atrasados. A primeira conversa foi: “Presidente, e os atrasados como vão ficar? Falei “Não consigo pagar agora. Se vocês me permitirem pagar os atrasados do jeito que eu puder…”E eles aceitaram de forma parcelada. Consegui jogar tudo dentro do acordo, fiz um grande parcelamento e ainda com redução. E vou me esforçar muito para tentar cumprir.

Antes dos jogadores entrarem em férias, o dirigente fechou com o elenco a redução salarial que ficou da seguinte forma:

– Na remuneração de março os jogadores abriram mão de 15% e o fluminense vai pagar 65% de forma imediata e outros 20% até o final do ano.

– A de abril, mês que contou como férias, o clube depositará 50% logo e a metade restante em dezembro, junto com o 1/3 do recesso.

– A de maio teve corte de 25%.

– Em junho, se os campeonatos não voltarem ficou decidido que as duas partes negociarão um novo acordo.

 

 

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
04 de Junho de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Na Companhia Do Garcia
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
04:00 - Show do Mário Belisário
06:00 - Show do Antônio Carlos
08:00 - Show do Clóvis Monteiro
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
14:00 - Show do Pedro Augusto
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
22:00 - Giro Esportivo
12:00 - Patrulha da Cidade
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »