Coronavírus

Governo do RJ publica decreto que afasta Iabas da gestão dos hospitais de campanha

Contrato será rescindido por atraso em obras de sete unidades

Por Luiz Walcyr

Hospital de Campanha em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense (Foto: Reprodução)

Um decreto que afasta a Organização Social Iabas, responsável pela administração e construção de hospitais de campanha em diversas regiões do Estado, foi assinado, na noite desta terça-feira (02), pelo governador do Rio, Wilson Witzel.

A medida foi assinados após diversos atrasos na conclusão das obras de sete hospitais, entre eles o de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, e São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio.

Em entrevista para a TV Globo, na manhã desta quarta-feira (02), o Secretário de Saúde, Fernando Ferry, afirmou que “a gota d’água” para a intervenção no Iabas foi a importação de equipamentos inadequados. “Ontem (terça), às 19h30, é que eu fui saber que os respiradores que estavam no aeroporto na verdade não eram respiradores, eram carrinhos de anestesia”, disse.

Com a saída da Iabas, a Secretaria de Estado de Saúde assume a gestão das unidades e a conclusão das obras. Todo o equipamento e mão-de-obra no combate à pandemia também serão requisitados.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
01 de Dezembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Pedro Augusto
« Programa Anterior
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »