Brasil

Campos Neto diz que autonomia do BC aumenta chances de inflação baixa

O projeto de autonomia do BC prevê mandatos para o presidente e diretores e a autarquia deixará de ser vinculada ao Ministério da Economia

Por Marcos Antonio de Jesus

 

 

 

(Foto: Reprodução/Agencia Brasil)

A autonomia dos bancos centrais aumenta em 50% as chances de um país ter inflação baixa, sem prejuízo para a atividade econômica, de acordo com o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto. A declaração foi feita em reunião com a Frente Parlamentar da Agropecuária.

Campos Neto disse que há consenso entre pesquisadores sobre a relação entre autonomia e inflação baixa, segundo informou o Banco Central por meio de nota. Os jornalistas não tiveram acesso à reunião.

O presidente do BC argumentou que a autonomia reduz a instabilidade econômica em períodos de transição de governo, permite juros menores e maior estabilidade monetária e financeira, além de estar alinhada às melhores práticas internacionais.

Ainda de acordo com a nota, Campos Neto defendeu ainda que a autonomia vai permitir ao BC buscar objetivos, estabelecidos em lei e pelo Conselho Monetário Nacional, de maneira técnica, objetiva e imparcial.

O projeto de autonomia do BC prevê mandatos para o presidente e diretores e a autarquia deixará de ser vinculada ao Ministério da Economia. O projeto de autonomia do BC está em tramitação no Congresso Nacional.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
29 de Outubro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Heleno Rotay
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
17:00 - Show do Apolinho
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »