Brasil

IGP-M, usado em contratos de aluguel, fecha o ano com alta de 23%

Apesar da forte alta, analistas de mercado imobiliário afirmam que há espaço para renegociar

Por Marcos Antonio de Jesus

(Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

O Índice Geral de Preços – Mercado, o IGP-M, utilizado como referência para a correção de contratos de aluguel, encerrou 2020 com a alta de 23,14%, o maior avanço desde 2002, quando ele fechou o ano em 2019, de acordo com os dados divulgados pela Fundação Getúlio Vargas, nesta terça-feira.

Apesar da forte alta, analistas de mercado imobiliário afirmam que há espaço para renegociar reajuste menor do valor do contrato diante do atual cenário de crise econômica, agravada pela pandemia do novo coronavírus e pela alta do desemprego.

O IGP-M é muito influenciado pela variação do dólar e pelos preços de grãos e metais porque o Índice de Preço Amplo (IPA), que reflete os preços no atacado, corresponde a 60% da sua composição.

 

Comentários

enquete

Você está satisfeito com o empate no primeiro fla-flu da final do Carioca?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
16 de Maio de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Pedro Augusto
« Programa Anterior
15:00 - Super Futebol Tupi
22:00 - Giro Esportivo
11:00 - Samba Social Clube
12:00 - Bola em Jogo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »