Conecte-se conosco

Celebridades

Phelipe Siani relata perrengue em viagem internacional: ‘Tive que comer cérebro de bode’

Situação inusitada ocorreu durante a produção de uma reportagem na Mongólia

Publicado

em

Phelipe Siani
Situação inusitada ocorreu durante a produção de uma reportagem na Mongólia (Foto: Reprodução)

O apresentador e jornalista Phelipe Siani, da CNN Brasil, relatou uma situação inusitada que vivenciou durante uma reportagem na Mongólia. Em entrevista ao “PodPah”, ele contou que precisou comer o cérebro de um bode para não desrespeitar uma tradição local.

“Eu gosto muito de bicho, e aí eu estava em uma tribo, uma galera apresentando para gente as barracas, o que os caras tomavam, comiam. Eles têm rebanhos de bichos e colou um bodinho ao meu lado, coisa mais linda, parecia um cachorro. E aí um mongol virou e olhou para mim com o bodinho e começou a dar risada. Eu virei as costas e ele tirou uma faca do bolso, puxou uma bacia de metal e meteu a faca no pescoço do bode. Meu olho encheu de lágrima e falei: ‘mano por que você está fazendo isso?’. Só que ele entendeu que eu queria comer o bode”, relembrou.

Diante da situação, Siani declarou ter ficado sem reação. “Entrei muito em choque, o intérprete virou para mim e falou: ‘mano, não faz nada, não fala nada, essa é a maior honra que você poderia ter, porque esse cara é pobre, ele tem muito pouco recurso, e está matando um bicho do rebanho dele para você, esse cara te amou’. Fiquei muito mal, zoado e tive que comer o bode, ele matou, assaram, é a cultura local, e a gente como jornalista tem que se colocar no seu lugar”, detalhou.

Na sequência, o atual contratado da CNN Brasil destacou que teve de comer o cérebro por se tratar de uma das partes “mais nobres do animal”. “O cara me entregou a cabeça do bode, abriu o cocuruto, deu uma mãozada no cérebro do bode, e passou aquela pasta de cérebro na minha mão: ‘come, é bom’. E o intérprete: ‘come porque é uma das partes mais nobres o cérebro’. E eu comi, pensando, mano, estou comendo o cérebro do bodinho”, disparou.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.