Celebridades

Relembre a carreira da atriz Hilda Rebello na televisão

Mãe do diretor Jorge Fernando teve a morte confirmada na manhã deste domingo, dois meses após o falecimento do filho

Por Redação Tupi

Mãe do diretor Jorge Fernando teve a morte confirmada na manhã deste domingo, dois meses após o falecimento do filho
(Foto: Divulgação/LBV)

Mãe do diretor Jorge Fernando, a atriz Hilda Rebello teve a morte confirmada, na manhã deste domingo, aos 95 anos. Parceira do filho em diversas produções, começou na carreira artística tardiamente, aos 62 anos, logo após ficar viúva. Ao todo, foram 31 trabalhos na televisão e cinco no cinema. Hilda estava afastada das telinhas desde 2016, quando deu vida a personagem Dona Marieta na novela “Haja Coração”, da TV Globo.

Hilda de Medeiros Rebello começou sua trajetória nos palcos em 1986, quando ingressou em um curso do Teatro Tablado, voltado para a terceira idade, incentivada pelos filhos Jorge Fernando e Maria Rebello. A estreia em frente as câmeras ocorreu três anos depois, na novela “Que Rei Sou Eu?”,  da TV Globo, dirigida pelo filho. Ainda em 1989, emendou outro papel, dessa vez na novela “Top Model”, também da TV Globo.

Em 1990, na novela “Rainha da Sucata”, teve a oportunidade de contracenar pela primeira vez com Jorge Fernando. Em entrevista ao programa “Fantástico”, da TV Globo, exibido em novembro deste ano, Hilda comentou como era trabalhar com o filho: “Carinhoso, bondoso, professor. Mas era muito enérgico. Ele não deixava passar nada. E quando eu fazia uma cena boa, ele cantava, ria, brincava”.

Ao longo da década de 1990, atuou em novelas como “Vamp” (1991), “Deus nos Acuda” (1992), “A Próxima Vítima” (1995) e “Era uma Vez…” (1998), além das minisséries “Boca do Lixo” (1990) e “Labirinto” (1998). Em 1994, entrou para o Livro dos Recordes como a atriz que iniciou a carreira com idade mais avançada. No ano seguinte, debutou nas telonas do cinema com “Menino Maluquinho – O Filme”, onde roubou a cena da pele da avó do protagonista.

Já nos anos 2000, continuou brilhando nas telinhas em produções como “Uga Uga” (2000), “Chocolate com Pimenta” (2003), “Alma Gêmea” (2005), “Cobras e Lagartos” (2006), “Guerra e Paz” (2008) e “Caras e Bocas” (2009). No cinema, fez os filmes “Sexo, Amor e Traição” (2004), “Irmã Vap – O retorno” (2006) e “A Guerra dos Rochas” (2008). Porém, com as dificuldades advindas da idade, diminuiu o ritmo de trabalho na última década.

Internada desde 07 de dezembro, com um quadro de infecção respiratória, no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Pró-cardíaco, em Botafogo, na Zona Sul da cidade, Hilda Rebello faleceu dois meses após a morte de Jorge Fernando. Com a perda, ela vivia reclusa em casa, ouvindo áudios e vendo presentes antigos enviados pelo filho.

O velório de Hilda acontecerá na próxima segunda-feira, das 10h às 13h30, na capela 1 do Crematório da Penitência, no Caju, Zona Portuária do Rio. A artista terá o corpo cremado, em cerimônia marcada para 15h30 do mesmo dia.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
01 de Outubro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Heleno Rotay
« Programa Anterior
20:00 - Super Futebol Tupi
17:00 - Show do Apolinho
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »