Celebridades

Roberto Justus diz que gostaria de ver Paulo Guedes ‘como presidente’

O apresentador ainda disse que não contrataria a ex-presidente Dilma Rousseff 'nem para ser faxineira da casa dele'

Por Redação Tupi

Foto: Reprodução

O apresentador e empresário Roberto Justus disse em entrevista à jornalista Mônica Bérgamo, do jornal Folha de S.Paulo, que “sonha em ver Paulo Guedes como presidente”.

Justus disse que, em um primeiro momento, não era a favor de Bolsonaro, mas, depois, começou a achá-lo “legal”.

Quando as eleições começaram, eu não era (pró-)Bolsonaro. Achava que a gente poderia ter o equilíbrio do (Geraldo) Alckmin (PSDB). Mas comecei a enxergar outra história. O Brasil precisava de um capitão para botar ordem e progresso —talvez ele não cuidasse tanto do progresso quanto da ordem, (mas) a ordem é maravilhosa. Esse lado um pouco mais conservador dele (Bolsonaro), eu achava legal”, disse o apresentador do reality show “O Aprendiz”.

Ele contou que “se encantou” com a ideia de votar em Bolsonaro quando assistiu a uma palestra de Guedes, a quem ele diz ser “genial”.

“Mas me convenci mesmo quando estive numa palestra do (hoje ministro da Economia) Paulo Guedes. Me encantei com ele de um jeito que cheguei em casa falando: ‘não tem como não votar no Bolsonaro’. Ele (Guedes) é genial, culto, inteligente, visionário. Um cidadão do mundo. É um cara que eu adoraria que fosse presidente da República. E tomara que seja um dia. Aí quando ele (Bolsonaro) trouxe o Moro, completou pra mim. Virei tiete.”, contou o empresário.

Ele ainda alertou para os últimos atos do presidente Bolsonaro e para as postagens que os filhos dele realizam nas redes sociais.

“… o presidente começou a meter os pés pelas mãos. Torço para que ele assuma o protagonismo de chefe de Estado, e não fique só tuitando coisas irrelevantes. Os filhos dele atrapalham um pouco também”.

Além disso, ele contou que foi, de fato, convidado a se candidatar para a Presidência, mas não teve, de acordo com ele, “apetite”, para isso. Disse, inclusive que o também apresentar Luciano Huck foi “mais longe que ele”.

“Passar por uma campanha sanguinária como essa, depois por momentos como o que o presidente está passando agora, em uma hora da minha carreira que eu estou venerando a agenda vazia?’ Fui escravo da minha agenda durante 37 anos”, disse Justus.

O empresário ainda relembrou os ex-presidentes Michel Temer e Dilma Rousseff, ao dizer que ele foi um dos melhores líderes que o Brasil já teve, enquanto, se dependesse dele, Dilma não seria contratada “nem para ser faxineira”.

“Tira o Michel Temer da parte de político tradicional, envolvido nas coisas. Põe ele como gestor. Foi um dos melhores presidentes que nós tivemos nos últimos anos. Tentou reformar a Previdência, não conseguiu. Tentou fazer coisa. Ele não tinha apoio pelo fato de ter chegado lá com o: ‘ah, ele deu o golpe!’ .Ele foi eleito junto com a Dilma! Quem deu o golpe foi a incompetência da Dilma Rousseff. Ela não sabe nem falar, quanto mais presidir um país. Ela é uma piada de mau gosto. Eu não contrataria a Dilma Rousseff para ser faxineira da minha casa, porque acho que ela não entenderia onde precisa limpar, de tão ruim”.

 

Comentários
enquete

Você acha futebol chato ou emocionante?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
19 de Outubro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Mário Belisário
« Programa Anterior
17:00 - Super Futebol Tupi
08:00 - Show do Clóvis Monteiro
10:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
13:00 - Samba Social Clube
15:00 - Show da Galera
21:00 - Show de Bola
12:00 - Patrulha da Cidade
06:00 - Ele & Ela
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »