Celebridades

Sílvio Santos chora ao saber de morte de Gugu, mas mantém gravação de programa neste sábado

Mesmo após a transferência do loiro para Record TV em 2009, os dois permaneciam amigos

Por Diogo Sampaio

Mesmo após a transferência do loiro para Record TV em 2009, os dois permaneciam amigos
(Foto: Divulgação)

A família do apresentador e empresário Sílvio Santos tomou uma série de cuidados ao informá-lo sobre o falecimento de seu pupilo Augusto Liberato, o Gugu. A notícia foi dada a Sílvio ainda durante a noite da última sexta-feira, por sua esposa, Íris Abravanel. Ao saber, ele teria ficado muito abalado e chorado muito.

Entretanto, mesmo assim, a gravação do tradicional quadro “Jogo dos Pontinhos”, do Programa Sílvio Santos, foi mantida neste sábado. A decisão pelo não cancelamento foi do próprio apresentador. Tentaram convencê-lo a gravar na outra semana, mas ele recusou.

Devido aos recentes problemas de saúde de Sílvio, a frente de programas gravados para os que foram ao ar é pequena. No entanto, a maior motivação da manutenção da gravação teria sido que, para o dono do baú, a maior homenagem que ele poderia fazer a Gugu, era justamente não abandonado o palco, mesmo abalado e sob forte emoção.

Relação entre Sílvio e Gugu

(Foto: Divulgação)

Para quem não sabe, Gugu iniciou sua caminhada de sucesso, aos 14 anos, enviando cartas, para Sílvio Santos, com sugestões de quadros e gincanas. O menino teria chamado a atenção de Sílvio, que acabou o contratando para trabalhar como auxiliar de produção no “Domingo no Parque”.

A primeira grande chance de Gugu veio em 1981, quando passou a apresentar a versão para São Paulo da “Sessão Premiada”. Mas, o sucesso só veio em 1982, quando estreou o “Viva a Noite” nas noites de sábado do SBT. O formato, comando durante dez anos por Gugu, foi encomendado da Argentina pelo próprio Sílvio e se converteu em uma das maiores audiências da casa.

O sucesso foi tanto que Gugu despertou o interesse da TV Globo, que o contratou, a peso de ouro, em 1987. Porém, o próprio Sílvio, que recuperava-se de uma cirurgia nas cordas vocais, foi pessoalmente à sede da emissora dos Marinhos no Rio de Janeiro, com o objetivo de resgatar seu pupilo. E assim o fez. Além de um salário milionário, Sílvio prometeu ao seu discípulo um programa dominical.

A estreia no dia mais nobre da televisão veio em 1988, apresentado o “Passa ou Repassa”, “Cidade contra Cidade” e “Roletrando”, este último em companhia do dono do baú. Todavia, o auge só viria a partir de 1993, com a estreia do “Domingo Legal”. Gugu ficou a frente da atração até o ano de 2009, quando a Record TV fez uma proposta para tirá-lo do SBT. Diante dos valores milionários, Sílvio não só liberou o pupilo com deu a benção. E, mesmo na concorrência, a amizade dos dois permanecia.

Acidente e morte

Augusto Liberato estava internado desde a última quarta-feira, quando sofreu um acidente doméstico na sua residência, em Orlando, na Flórida, Estados Unidos. O apresentador estava no sótão da casa, arrumando o ar-condicionado, no momento em que o forro cedeu, provocando a sua queda de uma altura de cerca de quatro metros. Gugu ainda bateu com a cabeça na quina de um móvel ao cair, provocando o traumatismo craniano.

Ele foi levado às pressas para o hospital Orlando Health, onde ficou em observação na Unidade de Terapia Intensiva. A confirmação do falecimento veio na noite da última sexta-feira, após o neurocirurgião brasileiro Guilherme Lepski, chamado pela família de Gugu, avaliar que o quadro clínico do apresentador era irreversível. O anúncio veio por intermédio de um comunicado oficial divulgado pela assessoria do artista.

Gugu tinha 60 anos e deixou esposa, Rose Miriam Di Matteo, mãe, Maria do Céu Liberato, e três filhos, João Augusto, de 18 anos, e as gêmeas Marina e Sophia, de 15 anos. A pedido do apresentador, a família autorizou a doação de todos os órgãos. Ao todo, cerca de 50 pessoas serão beneficiadas pela atitude.

Despedida a Gugu Liberato

O velório de Gugu Liberato acontecerá na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp) e o sepultamento no Cemitério do Morumby, ambos em datas ainda a serem definidas. De acordo com a assessoria, o translado do corpo do apresentador para o Brasil deverá acontecer até a próxima quinta-feira, dia 28 de novembro.

Foi oferecido o Salão Nobre da Alesp para o velório, que será aberto para o público se despedir. O governador de São Paulo, João Dória (PSDB), decretou luto oficial de três dias em todo o estado.

recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
10 de Dezembro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Francisco Barbosa
« Programa Anterior
12:00 - Patrulha da Cidade
13:10 - Show do Pedro Augusto
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
12:00 - Patrulha da Cidade
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »