Celebridades

Xuxa faz críticas ao novo ministro da educação: ‘Para educar, não se deve usar a dor’

A Rainha dos baixinhos compartilhou um vídeo antigo do ministro, onde ele defende educar crianças "com dor"

Por Redação Tupi

(Foto: Divulgação)

Xuxa Meneghel usou as redes para criticar a atitude do novo ministro da Educação. Em uma publicação feita no Instagram neste sábado (11), a rainha dos baixinhos compartilhou um vídeo antigo, em que Ribeiro foi gravado defendendo educar crianças “com dor”.

“Quando eu penso que ta ruim… consegue ficar pior!!! Se educação tem a ver com rigor, com dor, as cadeias estariam cheias de gênios, alguém por favor me diga que eu entendi errado, que nós mães, mulheres, filhas, seres humanos, demoramos pra descobrir que para educar não se deve usar a dor e sim a EDUCAÇÃO, o EXEMPLO, a conversa, o AMOR!!!”, escreveu Xuxa na legenda da publicação.

Confira o vídeo:

O vídeo foi publicado há 4 anos pela Igreja Prebisteriana Jardim de Oração. Nele, o novo ministro, que é pastor evangélico, fala sobre a “vara da disciplina”. “A correção é necessária para a cura. Não vai ser obtido por meios justos e métodos suaves. Talvez uma porcentagem muito pequena de criança, precoce e superdotada, é que vai entender o seu argumento. Deve haver rigor, severidade. E vou dar um passo a mais, talvez algumas mães até fiquem com raiva de mim: deve sentir dor”, conta Ribeiro.

No post, Xuxa diz ainda: “já foi a época que em nome da educação e de Deus se corrigia alguém com violência”. “Deus é amor, se amar é respeitar, onde tem educação, amor e respeito nessas palavras”, indagou ela.

A apresentadora da Record é conhecida por se posicionar contra o uso de palmadas na educação das crianças. Em 2014, ela foi ao Senado defender a aprovação da “Lei da Palmada”, que coíbe a violência contra as crianças.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
10 de Agosto de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Giro Esportivo
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »