Celebridades

‘Eu sou meu próprio Sugar Daddy’, diz dançarina que faz sucesso nas redes sociais

Mel Mattos, trabalha em clubes de strip, e usa suas redes para dar dicas para suas seguidoras que pretendem seguir seus passos

Por Victor Yemba

(Reprodução: Instagram)

Mel Mattos, é uma stripper e influenciadora digital, que usa suas redes sociais para falar abertamente sobre o seu dia a dia, trabalhando como dançarina em strip clubs ao redor do mundo.

Em seu Instagram, Mel ostenta uma vida de luxo. Cercada de roupas e bolsas de grife, a loira não esconde seus ganhos de seus seguidores, mas se engana quem acha que o dinheiro vem de maneira fácil. “Eu realmente gasto muito dinheiro, gosto de coisa cara, mas eu trabalho para isso, eu corro atrás. As pessoas acham que o meu trabalho é fácil, e não é. Eu fico horas em pé, num salto, meu pé fica inchado, cheio de bolhas, todo estourado.”

 

Uma das maiores perguntas, que os seguidores da influenciadora fazem é: “como se iniciar na carreira de stripper?”. Mel, que é dançarina a mais de 15 anos, é clara e objetiva, e não esconde nada sobre os deslumbres de viver e trabalhar nos Estados Unidos. “As pessoas precisam ir, sem medo. Não importa para qual clube você vai tentar entrar, só tente. Muitas meninas se deslumbram em dançar nos Estados Unidos, e não é fácil vir cá. Existem outros países em que você pode tentar ir dançar como: Austrália, Canada, Londres, França, Itália, Espanha etc. As pessoas ficam fissuradas pela América. Eu mesma ganhei muito mais dinheiro em Londres.”

 

Como um emprego normal, é preciso de dedicação. A dançarina deixa bem claro todos os pontos positivos e negativos de seu trabalho, e incentiva aquelas que querem iniciar na profissão a trabalhar duro para alcançar seus objetivos. “Quando você ganha dinheiro em um lugar, você ganha em qualquer lugar do mundo. Nessa profissão quem faz o dinheiro é você. Se o clube é 24h, trabalhe de 5 até as 5 da manhã. É necessário sacrifício. Se você não se sacrificar, você não vai ter resultado. É como um emprego normal, você tem que ter metas. Se você quer comprar uma casa, você tem que trabalhar todo dia, sem folga.”

A influenciadora se revolta quando as meninas ficam dependentes de seus parceiros, principalmente homens, que geralmente querem moldar as mulheres, as privando de sua própria felicidade. “Muitos homens dizem para as suas parceiras não trabalharem, e ficarem em casa. Se isso acontecesse comigo, eu seria muito mercenária. Iria exigir casa, carro, apartamento, Chanel, Louis Vuitton, Dior… Eu trabalhando sozinha, com meu próprio dinheiro, me dou a esse luxo. Eu sou o meu próprio sugar daddy, eu sou meu próprio milionário. Por que perder seu tempo ficando atrás de homem para bancar?”

Mel, conclui, esclarecendo que ser stripper não significa entrar para prostituição, como muitas pessoas fantasiam. “Trabalhar em clube de strip não é nenhum bicho de sete cabeças. Você não precisa se prostituir, você não vende o seu corpo, você apenas dança. Não é preciso nem tirar a roupa, para falar a verdade.”

(Reprodução: Instagram)

 

Comentários

enquete

Quem vai levar a melhor no Cariocão?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
10 de Maio de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Patrulha da Cidade
« Programa Anterior
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »