Entretenimento

Gosto é gosto: Você concordar que viajar de avião é tudo de bom, e que é um dos transportes mais seguros que existe?

Por Heleno Rotay

“Não tenho medo e sempre que tenho oportunidade viajo feliz. Tudo que tem que ser, será… Então na adianta ter medo, o negócio é encarar, inclusive adoro uma turbulência”.

Quem disse isso foi o empresário Orlando Fonseca de Azevedo de 37 anos em conversa com a amiga Maria Clara Silveira, sobre o fato dele adorar viajar de avião e ela ter fobia.

A Maria Clara se defendeu dizendo “Tenho medo de altura e já perdi várias oportunidades de conhecer lugares por conta disso… E cada vez que acontece um acidente aéreo o meu medo só aumenta.Uma vez passei por uma turbulência tão grande, que fiz um escândalo e o vôo foi preciso descer no aeroporto mais próximo para que eu pudesse ter atendimento médico”.

O Orlando ainda sem concordar disse “ Avião é um dos transportes mais seguros que existe… Existem muito mais acidentes em estradas do que aéreos. E outra coisa, ver as coisas lá do alto é demais, a vista lá de cima parece uma pintura, uma obra de arte, eu adoro andar de avião e se pudesse todos os dias eu fazia uma ponte aérea só pra ter o prazer de VOAR”.

A Maria Clara resolveu finalizar dizendo “É, mais como diz aquele ditado: “o seguro morreu de velho”, então, prefiro não arriscar… Se der para eu ir de ônibus ou carro eu vou, agora avião nem pensar, só de pensar já fico com o pé gelado”.

GOSTO É GOSTO, mas você o que acha? Você concordar com o Orlando que viajar de avião é tudo de bom, e que é um dos transportes mais seguros que existe? Ou concorda com a Maria Clara que é melhor viajar de carro e ônibus?

Comentários
enquete

Qual é o tamanho da vantagem do Flamengo na Libertadores?
Carregando ... Carregando ...

recomendadas
AO VIVO

OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
Deixe sua mensagem
    Carregando...
24 de Agosto de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show da Galera
« Programa Anterior
17:00 - Super Futebol Tupi
21:00 - Show de Bola
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »