Conecte-se conosco

Entretenimento

‘Mãe arrependida’ faz curtíssima temporada em Niterói

Espetáculo idealizado, escrito e apresentado pela atriz niteroiense Karla Tenório aborda tema tabu dentro do universo da maternidade numa condição confessional

Publicado

em

mãe arrependida
'Mãe arrependida' faz curtíssima temporada em Niterói

Há muitas gerações o tema da maternidade é romantizado, criando uma cisão entre o universo imaginário e as vivências subjetivas das mães. A partir da sua experiência materna Karla Tenório, desenvolveu o espetáculo “Mãe Arrependida”, que abre reflexões sobre o arrependimento materno, em consequência da maternidade compulsória e seus desdobramentos na vida da mulher. A peça tem direção de Pâmela Côto e Joana Lerner, artistas feministas da cena teatral carioca, que também assinam o texto junto a Karla. A concepção lança mão também do humor como ferramenta de produção de pensamento crítico, desvelando variadas facetas do mundo tortuoso do arrependimento. A montagem ficará em cartaz nos dias 16, 17 e 24 de setembro, às 19h, no Solar do Jambeiro, em Niterói.

Através de um bate-papo confessional, que se endereça do íntimo ao coletivo, Karla conduz a plateia para uma viagem pelo lado sombrio e oculto da maternidade. A peça pretende reafirmar a responsabilidade social sobre as condições de frustração e silenciamento das mulheres ao vivenciar essa experiência. “O espetáculo é um convite para transformar as nossas crenças sobre a maternidade e conscientizar o público a respeito da construção social da mesma”, pontua Karla.

O trabalho mergulha no tema da maternidade compulsória, conceito que aborda a pressão social que as mulheres sofrem para se tornarem mães, como sendo a única possibilidade de cumprirem seu papel social. “A maternidade compulsória é um assunto essencial nos dias atuais, uma vez que mais mulheres querem ser livres para não se tornarem mães e terem os seus direitos reprodutivos protegidos”, reitera Karla.

Contemplada pelo EDITAL FOMENTÃO de Niterói, a peça começa trazendo a plateia para uma conversa despretensiosa, onde a atriz conta de forma íntima a sua experiência inicial com a maternidade e o desdobrar de seus sentimentos ao longo dessa trajetória.

A dramaturgia traz também o depoimento de outras mães arrependidas com as quais Karla teve contato, engrossando o coro que questiona o real direito de escolha das mulheres sobre seus corpos. A obra auto ficcional traz também informações e estatísticas ao público quanto à construção social e psíquica da maternidade, numa sociedade onde a uma mulher não é permitido refletir sobre a função exaustiva que é ser mãe. O texto carrega em si a esperança de um mundo onde cada mãe exercerá a maternidade com liberdade e honestidade, sem idealizações.

Com o apoio do movimento Mãe Arrependida, nascido em abril de 2021 e hoje com mais de 45 mil mulheres ao redor do mundo em sua página do Instagram, o espetáculo é construído de forma simples – cenário minimalista, luz e figurino, estética que faz jus à solidão do arrependimento. O clima intimista é construído a partir de uma estrutura testemunhal que conduz a plateia a uma imersão nos questionamentos, medos e angústias da atriz.

SERVIÇO:

“MÃE ARREPENDIDA”

LOCAL: Solar do Jambeiro

ENDEREÇO: R. Pres. Domiciano, 195 – Ingá / Niterói

TELEFONE: (21) 2109-2222

APRESENTAÇÕES:

16/09 (sexta)

17//09 (sábado)

24/09 (sábado) – nesta sessão haverá tradução com intérprete de libras

HORÁRIO: 19h

DURAÇÃO: 60 minutos

CLASSIFICAÇÃO: 14 anos

INGRESSO: R$ 20 (inteira) / R$ 10 (meia-entrada)

LINK PARA COMPRA DE INGRESSOS: https://www.sympla.com.br/produtor/maearrependida

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.