Entretenimento

Participe aqui do Gosto é Gosto e vote na enquete desta quarta-feira

Para ser traição os "amantes" precisam chegar às vias de fato? Ou paqueras virtuais são traição sim para quem tem compromisso afetivo? 

Por Heleno Rotay

Foto: Reprodução Internet

“Ela me flagrou no bate-papo da Internet com outra e agora quer me expulsar de casa! Não houve traição… Afinal, traição é o cara a cara, é o pega aqui, pega ali… Como posso traí-la com alguém que nem conheço? Ela está enlouquecida”. Quem disse isso foi o instrutor de autoescola Marcos Alves, de 38 anos, em desabafo com o amigo Júnior Cardoso sobre o fato de ter sido flagrado pela esposa em um bate-papo virtual com outra mulher.

O Júnior discordando disse: “É claro que entrar em salas de bate-papo enquanto sua esposa dorme ou viaja, trocar fotos com desconhecidas e falar sobre assuntos mais íntimos é traição sim, e eu no seu lugar a partir de agora ficaria pianinho, afinal você deu muito mole”. 

O Marcos sem concordar falou: “Ah, fala sério… Nem conheço a pessoa, logo não posso estar me envolvendo afetivamente com ela. Infidelidade virtual não é traição real”. 

O Júnior resolveu finalizar a conversa dizendo: “Para trair não precisa ter contato físico… Só o pensamento já basta! Ao se relacionar virtualmente, você passa a ter desejos, fala coisas picantes e, isso na minha opinião é considerado traição para uma pessoa que é comprometida”. 

GOSTO É GOSTO: Mas o que você acha? Você concorda com o Marcos que para ser traição os “amantes” precisam chegar às vias de fato? Ou concorda com o Júnior que paqueras virtuais são traição sim para quem tem compromisso afetivo? 

Desculpe, não há enquetes disponíveis no momento.
recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
17 de Novembro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »