Esportes

Bate-boca de Campello e reclamações de Richard ao VAR: o desembarque do Vasco após o empate com o CSA

Reclamação do volante também se deu para a atuação da arbitragem no Espírito Santo

Por Redação Tupi

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

Após o decepcionante empate com o CSA em Cariacica, a delegação do Vasco chegou na manhã desta segunda-feira ao Rio de Janeiro. Sem grandes problemas, o único detalhe ficou por conta de um torcedor solitário que questionou o Presidente Alexandre Campello quanto a venda do mando de campo para o Espírito Santo, indicando que o resultado ruim se deu por jogar fora do Rio.

“Tirar jogo de São Januário? Tem que ter planejamento” – argumentou o torcedor.

O dirigente vascaíno, então, pediu que ele colocasse dinheiro no clube. Irritado, o torcedor mostrou a carteirinha de sócio e foi embora.

Nesse momento, São Januário passa por uma troca nos refletores e, por isso, não pode receber as partidas.

Quem conversou com a imprensa foi o volante Richard, que não escondeu o descontentamento com a arbitragem e, principalmente, o VAR, que não revisou a mão na bola dentro da área de um jogador do CSA já no final da partida.

“O VAR veio para ajudar e acaba atrapalhando a gente. Deveriam rever esses lances, porque a palavra final nunca é a do árbitro. Ele esperou falarem para ele lá dentro, não teve coragem de ir lá ver o lance. Como que a última interpretação é a dele?”

“Dentro de campo o árbitro está igual polícia, você não pode falar nada que eles te dão cartão, já te abordam, não pode conversar, dialogar com ele, já vem com cartão” – declarou o volante.

Com o resultado, o Vasco chegou aos 14 pontos e ocupa a 15ª colocação. No próximo domingo, a equipe enfrenta o Goiás, 19h, no Serra Dourada.

Comentários
enquete

A verdade é sempre a melhor opção?
Carregando ... Carregando ...


AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
16 de Setembro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Tupi na Rede
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »