Conecte-se conosco

Copa do Mundo

Clima de torcedores e veículos de imprensa da Holanda segue de desconfiança por más atuações no Mundial

Laranja Mecânica é líder do Grupo A, mas não vem convencendo e deixa a desejar no desempenho em campo

Publicado

em

Holanda
(Foto: Reprodução)

Na Holanda, o c lima é de desconfiança em relação ao time depois do empate em 1 a 1 com o Equador na segunda rodada do Grupo A da Copa do Mundo, já que mesmo a vitória por 2 a 0 sobre Senegal na estreia não foi convincente do ponto de vista do desempenho. Um dos principais jogadores do país, Memphis Depay segue começando no banco de reservas e deve continuar sendo utilizado ao decorrer dos jogos.

O que pesa a favor dos holandeses é o nível mais acessível do próximo adversário na chave. Na terceira rodada, terça-feira (29), às 12h, no horário de Brasília, a Laranja Mecânica encara justamente o anfitrião do Mundial, o Catar, eliminado precocemente, com duas derrotas em dois jogos. A tendência é que o time do técnico Louis Van Gaal, hoje líder, ao lado do equatorianos, com quatro pontos, confirme a vitória e se classifique às oitavas de final. Fora das quatro linhas, o ambiente entre imprensa e elenco também não é dos melhores.

O ex-atacante da seleção e ídolo de toda uma geração, Marco Van Basten, atualmente comentarista da uma emissora de televisão local, chegou a criticar o rendimento da Holanda no empate com o Equador e, mais especificamente, a atuação individual do zagueiro Van Dijk, que, segundo o ex-artilheiro, estaria dando muitos espaços na marcação aos adversários. O defensor do Liverpool rebateu a declaração e disse que é fácil falar de dentro do estúdio, mas depois, se desculpou pela frase.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *