Celebridades

Com medo de fuga, juiz nega pedido de prisão domiciliar para Ronaldinho

Ex-jogador e o irmão permanecem presos preventivamente em Assunção, no Paraguai, acusados de terem entrado no país com passaportes falsos

Por Bruno Almeida

(Foto: Reprodução/TV Globo)

O juiz Gustavo Amarilla negou, nesta terça-feira (10/03), o pedido da defesa de Ronaldinho Gaúcho e seu irmão, Roberto Assis, para transferência dos ex-jogadores para prisão domiciliar. Com isso, os dois vão permanecer presos preventivamente em Assunção, no Paraguai. Eles estão detidos há quatro dias, num presídio de segurança máxima, acusados de terem entrado no país com passaportes falsos. De acordo com o magistrado, o motivo da recusa é um receio de uma possível fuga do ex-atleta.

– Se mantém a medida cautelar de prisão na Agrupación Especializada. A investigação tem menos de uma semana. E está ficando claro o tamanho deste caso, com novas revelações. É de responsabilidade minha, do poder judicial, garantir a continuidade dessa investigação. Não podemos correr o risco de essa investigação acabar por causa de uma fuga ou de uma saída do Paraguai. A liberdade de Ronaldinho poderia significar obstrução da investigação ou fuga.

Além de negar o pedido de prisão domiciliar, Gustavo Amarilla ressaltou que autorizou a investigação sobre os celulares dos ex-jogadores.

– O Ministério Público pediu e nós autorizamos uma perícia nos telefones celulares de Ronaldo e Roberto. E isso será importante para investigar outros crimes, que podem ter sido cometidos por outras pessoas.

O promotor Marcelo Pecci, do Ministério Público do Paraguai, também foi contra à medida de prisão domiciliar apresentou os argumentos na audiência desta terça e atentou à gravidade do caso.

– O Ministério Público sustentou a sua posição de se opor à toda modificação à prisão preventiva. Se trata de uma investigação com atos que atentam contra a segurança de documentos de identidade do Paraguai. Faz cinco dias que começou a investigação. Ainda se está estudando condutas individuais. Essas pessoas (Ronaldinho e Assis) não têm raízes (no Paraguai).

Ronaldinho e Assis estão detidos desde a última sexta-feira (06/03). Inicialmente, eles não seriam acusados pelo Ministério Público. Mas, tiveram a prisão preventiva solicitada pelo MP na sexta e estão detidos na penitenciária Agrupación Especializada da Polícia Nacional.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
07 de Abril de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Francisco Barbosa
« Programa Anterior
12:00 - Patrulha da Cidade
14:00 - Show do Pedro Augusto
15:30 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
12:00 - Patrulha da Cidade
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »