Esportes

Como o Flamengo deve se comportar no jogo de ida contra o Internacional pela Libertadores?

Site Tupi.FM ouviu José Carlos Araújo, Cahê Mota e Rafael Mello, que opinaram sobre a postura que a equipe comandada por Jorge Jesus deve adotar na próxima quarta-feira

Por Matheus Emanuel e Wesley Ramon

O Flamengo encara o Internacional na noite desta quarta-feira em um dos duelos mais esperados do ano no futebol brasileiro. O Maracanã será palco do embate entre as ideias de jogo que marcam os trabalhos do experiente Jorge Jesus pelo Flamengo e do jovem Odair Hellmann no lado colorado. Diante de mais de 60 mil torcedores apaixonados, é previsível que o Flamengo tome a iniciativa do jogo tanto por conta do mando de campo, quanto pela característica tradicional da equipe carioca, que é marcada pelo DNA ofensivo.

Na tarde desta terça-feira, a torcida do Flamengo recebeu a notícia de que Jorge Jesus não poderá contar com a presença de Gabigol no jogo mais importante do ano para o rubro-negro. O artilheiro da equipe na temporada voltou a sentir problemas musculares após a goleada diante do Vasco no último sábado em Brasília.

Ouvimos três especialistas conceituados e conhecedores de Flamengo para saber a seguinte questão: Como o Flamengo deve se comportar diante do Internacional pela partida de ida das quartas de final da Taça Libertadores do Maracanã? Para o narrador da Super Rádio Tupi, José Carlos Araújo, o Flamengo precisa manter a regularidade dos últimos jogos e aproveitar a ótima fase de Bruno Henrique, recém-convocado para a seleção brasileira.

 

“Eu acho que o Flamengo tem que se comportar como vem se comportando nos últimos jogos. Mantendo a tranquilidade e principalmente o equilíbrio entre a defesa, o meio de campo e o ataque. A torcida do Flamengo está acostumada a ver o time jogando pra frente, dificilmente vamos ver um treinador que coloque o Flamengo jogando pra trás, pois a torcida não vai aceitar. O Jorge Jesus já sentiu isso e precisa jogar pra frente, aproveitando a ótima fase do Bruno Henrique, que vem fazendo gol em quase todos os jogos”, comentou.

Na quarta-feira, o Flamengo irá reencontrar Paolo Guerrero, que carregava a camisa 9 e era o titular do ataque rubro-negro por três anos consecutivos. Desde que deixou o Flamengo e passou a atuar pelo Internacional, o peruano disputou 19 jogos e anotou 11 gols, com média de 0,57 gol por jogo. Ouvido pela reportagem da Super Rádio Tupi, o setorista do Flamengo no Globoesporte.com, Cahê Mota, falou sobre o impacto da presença de Guuerrero na partida da próxima quarta-feira com a camisa colorada. De acordo com o jornalista, uma marcação individual no atacante iria fugir das características do sistema defensivo de Jorge Jesus. Entretanto, Cahê deixou claro que o Flamengo precisa tomar muito cuidado com o atacante peruano, principalmente por conta da ótima fase vivida por ele desde que desembarcou em Porto Alegre.

Foto: Arquivo Pessoal

“Acho que uma marcação individual no Guerrero fugiria um pouco do estilo de jogo que o Jorge Jesus vem implementando no Flamengo. Ele tem tido dificuldade para encaixar esse padrão com linhas altas e ter uma troca desse padrão apenas para esse jogo contra o Inter não vai ser uma solução para o português. Sem dúvida que o Guerrero está entre os três atacantes mais perigosos do Brasil. É um jogador muito inteligente, que sabe fazer o time jogar, mas ainda peca um pouco na questão do ofício de centroavante, que é fazer gol. No Inter ele tem ido melhor do que no Flamengo nessa característica, tem sido mais goleador, o que o torna ainda mais perigoso”, declarou.

O youtuber Rafael Mello, do canal “Rafla Mello”, chamou a atenção para a complexidade pertencente a um duelo eliminatório de 180 minutos. Para Rafael, o Flamengo precisa ter muita atenção para não sofrer gols em casa por conta do critério de desempate. O influenciador afirmou que a equipe precisa pegar como exemplo a partida de ida contra o Emelec pelas oitavas de final, onde o time se desconcentrou e acabou tendo que trazer uma desvantagem incômoda e perigosa para o jogo da volta.

Foto: Arquivo Pessoal

“É um jogo de 180 minutos e o Flamengo precisa ter atenção nos dois jogos principalmente para não sofrer gols em casa pelo critério do gol qualificado. Pegar o exemplo do último jogo fora de casa contra o EMELEC, a diferença é que isso aconteceu lá (Equador) e conseguimos passar nos pênaltis. Contra o Inter é jogar compacto, com objetividade tentando fazer um placar positivo aqui, sem sofrer gol e marcar gols no segundo jogo lá”, afirmou.

Super Rádio Tupi transmite esse jogão a partir das 21h30 com a narração de José Carlos Araújo e os comentários de Apolinho.

Comentários
enquete

Guerra das Estrelas: Qual música você quer ouvir no Show do Clóvis Monteiro?
Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
20 de Setembro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Clóvis Monteiro
« Programa Anterior
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
13:10 - Show do Pedro Augusto
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
12:00 - Patrulha da Cidade
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »