Esportes

Fábio Carille anuncia que fica no Corinthians e manda recado: ‘Não é o dinheiro que vai me prender’

Técnico confessou ter cogitado deixar o comando do Timão após a derrota por 2 a 1 para o CSA, na noite da última quarta-feira

Por Redação Tupi

Técnico confessou ter cogitado deixar o comando do Timão após a derrota por 2 a 1 para o CSA, na noite da última quarta-feira
(Foto: Reprodução)

O técnico do Corinthians Fábio Carille concedeu uma entrevista coletiva, na manhã desta sexta-feira, no CT Joaquim Grava, para anunciar que permanecerá no comando do Timão, mesmo após a derrota por 2 a 1 para o CSA, na noite da última quarta-feira. De acordo com o treinador, a decisão de ficar no clube não foi motivada pela multa rescisória.

“Graças a Deus não me preocupo com a parte financeira. O Andrés (Sanchez, presidente do Corinthians) falou do valor da dívida do Corinthians. Quem deve 450 milhões, deve 470 milhões. Não é o dinheiro que vai me prender aqui. Se está um clima ruim, não é o dinheiro que vai me segurar. Esquece. Dívida, você faz o tempo todo e segue, parcela”, garantiu.

Carille ainda confessou ter cogitado deixar o comando da equipe após a derrota em Alagoas: “Claro que depois do jogo passa tudo pela cabeça, tenho uma direita experiencia de vestiário. Tenho uma diretoria que é experiente de vestiário, Andrés (Sanchez, presidente) quantos anos têm? Duílio (Monteiro, diretor de futebol) quantos anos têm? Está sendo o primeiro momento e eu tenho que enfrentar. Se eles entendem que pode ser melhor e diferente, porque eu vou desistir. Eu tenho que enfrentar, entender e melhorar. Todos nós temos que melhorar, o jogador com desempenho melhor dentro de campo. Eu pensei um monte de coisa, mas ontem já planejava o jogo de domingo”.

Sobre o baixo desempenho da equipe dentro de campo, Fábio Carille afirmou sentir vergonha de algumas partidas. “Não preciso olhar como torcedor, não, tenho que olhar como comissão e ser ciente daquilo. Vergonhoso, não parece um time treinado, parece que se junta no vestiário e vai para o jogo. Você passa informações e depois tá na beira do campo e isso não é feito. Não está faltando raça, mas tecnicamente a gente tem que ser melhor”, avaliou.

O treinador também comentou, durante a coletiva, sobre o próximo confronto do Corinthians. A equipe de Carille enfrentará o Flamengo no Maracanã, às 16h, em jogo válido pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro.

“Comigo não mudou nada, o que eu já fiz não vejo nada diferente do Flamengo. Uma linha definida atrás, um meio flutuando atrás, foi o Jadson (2017), hoje é o Everton (Flamengo de hoje). Eu joguei Jadson e Rodriguinho, o Flamengo joga com Bruno e Gabigol, sem um nove de referência. A gente tem que se adaptar com o que tem, as ideias são as mesmas. Acredito muito, o Corinthians tem 13 títulos de uns anos pra cá, títulos de expressão. É um esquema que acredito demais e dá resultado, mas preciso equilibrar melhor o meu time para propor o jogo”, relatou.

recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
17 de Novembro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »