Conecte-se conosco

Destaques

Finalista! Flamengo confirma favoritismo, volta a vencer o Vélez e está na decisão da Libertadores

De quebra, Pedro se torna maior artilheiro do clube em uma única edição da competição

Publicado

em

Flamengo bate o Vélez de novo e está na final da Libertadores
(Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)

Mais uma vez, finalista da América! Em duelo administrado no Maracanã, dada a enorme vantagem de 4 a 0 construída na ida, o Flamengo confirmou o favoritismo diante do Vélez Sarsfielda-ARG, venceu novamente, desta vez, por 2 a 1, de virada, na noite desta quarta-feira (7), e está na grande decisão da Libertadores pela terceira vez em quatro anos – vai enfrentar o Athletico-PR. Pratto abriu o placar, e Pedro e Marinho deram números finais ao confronto. O centroavante, inclusive, tornou-se o maior artilheiro do clube em uma única edição da competição.

O primeiro tempo mostrou uma incomum lentidão do Rubro-Negro, que costume sempre pressionar o adversário atuando no Rio de Janeiro. Mas o que se viu foi um time que girou bastante a bola, com pouca movimentação e sem jogadas perigosas, de fato, que pusessem os argentinos em dificuldade. Enquanto isso, os visitantes apostavam nos contra-ataques em velocidade e diminuíam os espaços atrás.

Acabou sendo assim que o Vélez surpreendeu. Aos 20 minutos, na oportunidade realmente clara da partida até então, Arrascaeta perdeu a posse no meio, Janson recebeu na faixa esquerda e cruzou rasteiro Lucas Pratto ultrapassar Pablo e manda de carrinho ao gol, abrindo o placar. A partir daí, o Flamengo se ligou no jogo e passou, de forma gradual, a assustar mais. Até que, aos 41, Rodinei tocou em Everton Ribeiro, o camisa 7 alçou na área e Pedro, antecipando-se à zaga, cabeceou firme, com direito a toque no travessão e tudo para empatar.

Na volta do intervalo, o confronto foi administrado pela equipe da Gávea, justamente por conta da grande vantagem no agregado. Tanto é que Dorival Júnior optou por sacar, aos 15, Filipe Luís, Vidal e Éverton Cebolinha – os dois primeiros, já amarelados – para as entradas de Ayrton Lucas, Pulgar e Marinho, respectivamente. Mesmo com as mexidas, o Rubro-Negro seguiu com intensidade no ataque e deixou os argentinos completamente acuados no campo defensivo.

Aos 22, de modo até natural, a superioridade técnica fez diferença e, aos 22, Marinho virou o placar a favor dos cariocas: Pedro executou bela trama individual, limpou o lance com uma caneta no adversário e rolou para o camisa 31 driblar o zagueiro, cortar à canhota e chutar colocado no ângulo direito de Burían, explodindo as arquibancadas do Maracanã. Perto do apito final, o Vélez até tentou ameaçar Santos, em finalizações de Walter Bou e Osorio, porém, ambas nas mãos de Santos. Ainda teve tempo de Pablo anotar o dele, no entanto, em posição irregular, flagrada pelo VAR. Fim de partida e classificação assegurada à grande final da Libertadores da América.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *