Esportes

Caio Henrique comenta pedido da diretoria do Fluminense para não viajar com a seleção sub-23

Lateral concedeu uma entrevista coletiva na tarde desta quinta-feira e disse que está tranquilo enquanto a isso.

Por Redação Tupi

Foto: Daniel Perpétuo/Fluminense

Convocado por André Jardine para defender a seleção sub-23 nos amistosos contra Venezuela e Japão, nos dias 10 e 14 de outubro, o lateral esquerdo Caio Henrique, não estará a disposição do Fluminense para as partidas contra Cruzeiro e Bahia, nas rodadas 24 e 25 do Campeonato Brasileiro. O presidente Mário Bittencourt entrou com um pedido na CBF para tentar a liberação do jogador, ou do volante Allan.

“O presidente está defendendo o interesse do clube, isso é normal. Se for para defender o Fluminense, farei. Se for para defender a Seleção, também. Estou tranquilo e vou esperar pela decisão”.

Caio Henrique agradeceu o Fluminense, clube onde segundo o jogador, teria recuperado seu bom futebol.

“Sou muito grato ao Fluminense, é o clube que me abriu as portas. O ano passado no Paraná não foi tão bom pelo rebaixamento. Hoje estou em um ambiente melhor. Consegui voltar à Seleção, que era um objetivo. Estou muito feliz e espero retribuir dentro de campo”.

O Tricolor ainda continua sem técnico definido, e segue com Marcão como interino. Perguntado se possui alguma preferência, Caio se esquivou da pergunta.

“A gente deixa isso para a direção. É um grupo que acolhe bem as pessoas. Quem chegar será bem recebido. O Marcão ou outro treinador”.

Confira outras respostas de Caio Henrique.

Retrospecto negativo em clássicos
“Incomoda muito. Os clássicos são importantíssimos para nós e para a torcida. Nossos resultados são ruins, sabemos disso e estamos trabalhando. Temos a chance de reverter contra o Botafogo, que passa por um momento delicado. Temos que aproveitar as oportunidades no jogo para vencer”.

Comparação entre Marcão e Diniz
“Cada um tem a sua característica. O grupo vem tentando assimilar o que o Marcão vem pedindo. Principalmente uma recomposição mais rápida e tentar retomar a bola logo também. Fizemos isso contra o Grêmio e fomos bem”.

Golaço de bicicleta de Marcão contra o Botafogo
“Vi, sim, o golaço de bicicleta. É gol de atacante, não de volante, mas ele tinha muita qualidade. Sempre vejo jogos antigos de pessoas que são referência. Espero trilhar o mesmo caminho”.

Preferência de posição?
“No futebol de hoje, o jogador que consegue fazer várias funções sai na frente. Saber fazer o meio e a lateral é importante. Seja em qual posição for, vou estar sempre à disposição da Seleção e do Fluminense”.

Postura contra Botafogo
“Em alguns jogos, deixamos de jogar nas nossas características. Contra o Grêmio, retomamos o que estávamos fazendo. Contra o Botafogo, vamos manter essa postura. É a postura que o Fluminense tem que ter para conquistar grandes coisas”.

Sobre jogar no meio de campo
“Por ser minha posição de origem, me sinto à vontade. Gostei de atuar ali, mas vou jogar onde o professor precisar. Quero ajudar o Fluminense”.

Comentários
enquete

Você acha futebol chato ou emocionante?

Carregando ... Carregando ...

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
20 de Outubro de 2019 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Super Futebol Tupi
« Programa Anterior
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »