Esportes

Empresa cria projeto para incentivar futebol feminino no Brasil

Em parceria com o JogaMiga, programa terá como missão trazer mais valorização, profissionalização e incentivo à modalidade no país

Por Redação Tupi

Foto: CBF
O Campeonato Paulista de Futebol Feminino escancarou uma dura realidade do mercado esportivo: a falta de infraestrutura, materiais e até mesmo a ausência de salários e demais apoios que um time composto por mulheres ainda enfrenta. Se por um lado existem situações como as vividas pela equipe de Taboão da Serra que perdeu para o São Paulo de goleada, por outro existem inúmeras barreiras impostas por preconceitos criada ao longo das últimas décadas. Esta é uma luta na qual as batalhas são travadas mais fora do que dentro de campo, podendo impedir que milhares de meninas sigam o seu sonho ou desejo de simplesmente jogar futebol.

Tendo em mente que é preciso contribuir de forma muito mais ativa para que o futebol feminino cresça no Brasil, a OutField Consulting, uma consultoria focada nos negócios do esporte e do entretenimento, buscou uma parceria com o JogaMiga, projeto que visa impulsionar a modalidade no país desenvolvendo iniciativas que vão desde criação de conteúdo até a prática do esporte em si. O coletivo conecta meninas e mulheres em todo o território nacional e, conta ainda, com uma vertical sem fins lucrativos dedicada a quem quer entrar em campo, oferecendo um ambiente seguro e sadio para a prática de aulas, que também reúne informações sobre outros espaços que ofereçam oportunidades para as garotas.

A proposta da parceria OutField e JogaMiga é desenvolver ações afirmativas que tragam impacto para esse território e coloquem luz nos problemas enfrentados por todas as mulheres que jogam futebol, desde o nível amador até o profissional e, consequentemente, fomentar a modalidade. “Temos uma baixa participação na prática esportiva, escassez no desenvolvimento de atletas e em programas de treinamento exclusivos para mulheres, falta de um plano de crescimento sustentável a médio e longo prazo, pouca visibilidade, nem mesmo administrativamente. Hoje, 85% dos homens compõem a direção de equipes femininas. Em outras palavras, inexiste uma cultura esportiva voltada para nós”, afirma Carol Chrispim, consultora da OutField que lidera o projeto com o JogaMiga.
Com o objetivo de iniciar a mudança desse cenário, a parceria quer construir um movimento focado no desenvolvimento e na valorização do futebol feminino e de suas jogadoras, quebrando paradigmas, criando mais oportunidades para todas, gerando mais investimento e visibilidade. “Por meio de parcerias estratégicas, iremos desenvolver soluções reais e eficazes para criar uma cultura em torno da modalidade, para contar histórias escondidas dessas heroínas, inspirar meninas e mulheres, estimular o entusiasmo, aumentar o engajamento e atrair a atenção da mídia”, aponta Carol. O projeto tem seis pilares fundamentais de execução: compreensão do mercado, valorização das atletas, incentivar a participação delas na gestão e profissionalizar mais a administração, iniciar programas de formação e buscar a fidelização do público e a consequente monetização.

Eles citam o exemplo do que acontece na liga de basquete mais famosa do mundo, a NBA, onde existe um imenso apoio à WNBA e há uma estratégia de conteúdo ativa, focada em inovação e fan engagement, que vão desde ações que estimulam a maior participação feminina nas comissões técnicas e transmissão dos jogos em cadeia nacional, até posicionamentos sociais das atletas e de ídolos da NBA, massivamente presentes nas redes sociais. “Com o JogaMiga, vamos dar mais peso à iniciativa, criar e explorar oportunidades comerciais, além de focar na co-criação de conteúdos sobre o futebol feminino no país e no mundo. A visão que temos é que esse projeto nos ajudará a trazer esse impacto positivo, fazendo a modalidade crescer, ajudando mais mulheres a jogar e vencendo todos os problemas e preconceitos que sabemos que existem hoje”, finaliza a consultora.

Para Nayara Perone, fundadora do JogaMiga, a parceria com a Outfield é mais uma passo em busca da consolidação do projeto. “O JogaMiga em si é uma iniciativa que também não conta com verba, nem financiamento e ainda assim conseguimos viabilizar inúmeras ações, como o recente patrocínio ao Íbis Feminino, por exemplo. Com a Outfield acreditamos poder ir ainda mais longe”, avalia. “Ter uma agência parceira que também trabalha com esporte e tem expertise na área e está engajada em promover melhorias e fomentar o futebol para mulheres agrega um enorme diferencial. Isso nos faz acreditar na força da comunidade envolvida com o projeto e é o que nos faz seguir lutando pela modalidade”, conclui Nayara.
Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
04 de Dezembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Cristiano Santos
« Programa Anterior
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »