Conecte-se conosco

Copa do Mundo

Jogo entre Catar e Equador tem reclamações por não venda de cerveja e saídas durante o intervalo

Frio dentro do Estádio Al Bayt também foi motivo de contestação dos espectadores presentes

Publicado

em

Catar x Equador
(Foto: Divulgação/Fifa)

Um protesto marcou a abertura da Copa do Mundo neste domingo (20), na vitória por 2 a 0 do Equador sobre o Catar. No momento em que o atacante Enner Valencia fez o seu segundo gol no jogo, a torcida sul-americana explodiu de alegria e aproveitou a brecha para entoar gritos de reclamação por não haver cervejas à venda no estádio. Além disso, a partida ainda teve outra curiosidade: quando o juiz italiano Daniele Orsati apitou o fim do primeiro tempo, muitos torcedores catares deixaram as arquibancadas do Al Bayt.

A derrota parcial, até então, dos donos da casa provocou várias saídas, registradas bem antes do apito final. Um terceiro problema também atrapalhou bastante alguns grupos de fãs: o frio. Isso porque a potência do ar-condicionado do local incomodou os espectadores, em função do contraste com as altas temperaturas do lado de fora – de todas as arenas construídas para o Mundial, essa é a mais distante do centro da capital de Doha, bem no meio do deserto e, consequentemente, apresentando alto calor.

Nesta segunda (21), Senegal e Holanda medem forças e fecham a rodada inicial do Grupo A da Copa do Mundo. Os africanos não vão ter sua principal estrela, o atacante Sadio Mané, devido a uma contusão grave na perna, que o retira do torneio organizado pela Fifa. Da mesma forma, a Laranja Mecânica não terá Depay entre os titulares: o jogador do Barcelona, da Espanha, inicia no banco por ainda não estar 100%, segundo o técnico Louis Van Gaal.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.