Campeonato Brasileiro

Marcão reconhece erros, mas valoriza vitória do Fluminense contra a Chapecoense: ‘Soubemos sofrer para garantir o resultado’

Com gols de Bobadilla e Luiz Henrique, Tricolor pula à sétima posição na Série A

Por Bruno Gentile

Marcão concede entrevista coletiva pelo Fluminense após vitória fora de casa sobre a Chapecoense, por 2 a 1
(Foto: Reprodução)

Após garantir um resultado suado e tenso por 2 a 1 sobre a Chapecoense, na Arena Condá, pela 19ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, com gols de Bobadilla e Luiz Henrique, o Fluminense pulou para a sétima colocação da tabela, alcançando 25 pontos e se aproximando mais do G-4. E o técnico Marcão exaltou o triunfo, que fez o Tricolor voltar a vencer fora de casa na competição depois de quase dois meses. Apesar disso, o comandante também reconheceu os erros e a queda de produção ofensiva dos cariocas no jogo contra os catarinenses.

“Na verdade, foi um primeiro tempo muito bom, daquilo que combinamos, que estava proposto a se fazer. Ter um controle de jogo, um domínio certo. Em um segundo momento, no tempo complementar, a Chapecoense arriscou mais, colocou mais um homem de frente. E nosso time não conseguiu manter a posse de bola. Foi aí que igualamos o duelo com eles, ficou tudo franco e aberto. Pressionaram-nos sim e empurraram as nossas linhas lá para trás”, analisou.

“Lógico que queríamos manter as duas etapas jogando com qualidade, posse da bola e aproximação. Mas, na segunda, não conseguimos manter a concentração. Temos de melhorar no decorrer da competição para mantermos o nível nesses dois tempos e jogarmos em alta performance. Vamos tentar corrigir isso já para o próximo jogo. Mas valorizar a vitória, sendo de grande importância. No momento que precisou sofrer, nossa equipe se dedicou mais, correu junto. Importante sair daqui com os três pontos”, completou o treinador.

Ao ser questionado sobre as alterações, Marcão falou sobre as mudanças e substituições feitas durante o confronto, inclusive a de Caio Paulista na vaga de Lucca, que precisou sair por sentir um desconforto na coxa esquerda. “A gente busca opções quando percebe que o ritmo baixou. Trocamos a peça. O que queremos é o que fizemos no primeiro tempo. Ou diante do Juventude. Mas do outro lado tem um adversário que mudou e agrediu. Aqui vamos falar os números, nosso time finalizou seis, sete bolasm porém, no último passe, erramos muito. Esses detalhes iremos corrigir na semana. Defensivamente, amanhã observaremos o jogo e saber qual é o problema, o que está acontecendo”, afirmou.

Com os 2 a 1 sobre a Chapecoense, o Fluminense subiu alguns degraus na classificação da Primeira Divisão, indo ao sétimo lugar e ficando momentaneamente a sete pontos do Red Bull Bragantino, clube que abre o G-4. Enquanto espera o término dos restante dos duelos, o Tricolor continuará a preparação de olho no próximo compromisso pela Série A do Campeonato Brasileiro, no domingo (12), às 20h30, contra o São Paulo, no Maracanã, pela 20ª rodada – a abertura do returno. Fred, Egídio e Jhon Arias, que não atuaram em Santa Catarina, devem retornar e ficar à disposição.

Confira outros trechos da entrevista coletiva do técnico Marcão:

Nenê

“Era mais, a gente queria controlar a partida. Gustavo tem qualidade, mas Nenê está acostumado com jogos grandes, e precisávamos de um domínio maior. A gente tinha perdido um pouco as rédias e acreditei que o Nenê traria opção de controle, jogo mais próximo, para segurar o jogo para a gente”

Elenco

“Na verdade, tenho um grupo que confio em todos. Se algum momento acharmos que alguém baixou, vamos usar o que vem treinando, como a gente fez com o Fred. Como tínhamos feito com o Egídio e Martinelli. Temos certeza que vamos precisar de todas as peças. A gente está igualando. G1, G2, G3, estão num ritmo bem igual de treinamento. Vou procurar utilizá-los da melhor maneira. Sempre que precisar, vamos fazer o rodízio”

Volta da torcida

“Lógico que a gente quer nosso torcedor próximo. Saudade que dá para todos nós. De eles estarem gritando, incentivando, empurrando nossos guerreiros para frente. A gente fica na torcida que todos vacinados possam estar perto da gente no Maracanã”

São Paulo

“A gente está vivendo o dia a dia. Vamos viver o São Paulo. Importante essa sequência: quatro partidas, duas vitórias e dois empates. Vamos tentar jogar da melhor forma contra eles para conseguir os três pontos, que seria de grande importância para nossas pretensões na sequência do Campeonato Brasileiro”



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
26 de Setembro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Giro Esportivo
« Programa Anterior
Nenhum programa encontrado
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »