Botafogo

Morre Marinho, ídolo do Bangu e bicampeão carioca pelo Botafogo

Ex-jogador estava em Minas Gerais com saúde debilitada há mais de um mês e não resistiu

Por Marcos Coelho

Morreu nesta segunda-feira, aos 62 anos, o ex-atacante Marinho. Ídolo do Bangu e bicampeão carioca de 1989 e 90 com o Botafogo, o atacante passou os últimos meses de vida em Belo Horizonte, Minas Gerais, com diversos problemas de saúde. Foi internado mais de uma vez com limitações no pâncreas, estômago e próstata.

Marinho foi revelado no Atlético Mineiro e chegou ao Rio no início na década de 80 para defender o Bangu. É considerado por muitos o maior ídolo da história do Alvirrubro. No time da Zona Oeste, foi vice-campeão brasileiro e carioca em 1985, ano em que foi eleito o melhor jogador de futebol do país. No ano seguinte, chegou a ser convocado para a pré-lista para a Copa do Mundo, mas foi cortado por Telê Santana, técnico que o revelou no Galo.

Depois do auge no Bangu, foi para o Botafogo e ajudou o Alvinegro a encerrar o maior jejum de títulos de sua história com o Carioca de 1989. Depois do Glorioso, voltou ao Bangu em outras três oportunidades, incluindo no momento de sua aposentadoria, em 1996. Também foi auxiliar técnico da equipe onde é ídolo em duas oportunidades, a última em 2013.

Antes de voltar para Belo Horizonte, Marinho foi constantemente ajudado por outros ídolos do Bangu, como Mário e Arthurzinho, além do presidente Jorge Varella. Sua presença era constante nos acessos de Moça Bonita em dias de jogo. Os problemas extracampo, como o alcoolismo, foram os zagueiros que marcaram o ex-atacante.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
24 de Novembro de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Apolinho
« Programa Anterior
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »