Campeonato Brasileiro

No reencontro com a torcida, Fluminense vai mal, perde para o Fortaleza e fica mais longe do G-6 no Brasileirão

Tricolor segue na nona colocação da tabela de classificação, com 32 pontos

Por Bruno Gentile

Fluminense joga mal e perde para o Fortaleza por 2 a 0, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro
(Foto: Lucas Merçon/Fluminense)

Derrota dura! No jogo que marcou o reencontro dos jogadores com a torcida presente no estádio – o que não ocorria desde o mês de março de 2020, no Campeonato Carioca, o Fluminense decepcionou os fãs nas arquibancadas, jogou mal, perdeu por 2 a 0 para o Fortaleza, nesta quarta-feira (6), no Maracanã, pela 24ª rodada da Série A do Brasileirão, e, além de deixar cair a invencibilidade de sete partidas na competição nacional, viu escapar a possibilidade de entrar no G-6 da tabela, estacionando na nona posição, com 32 pontos. Na etapa complementar, Marcelo Benevenuto e Titi, a dupla de zaga, balançaram a rede a favor dos cearenses, que, agora, garantem-se no grupo de classificação à Libertadores de 2022, em quarto lugar.

O primeiro tempo foi marcado pelo equilíbrio e pelas poucas emoções no Rio de Janeiro. Ambas as equipes tiveram dificuldades na criação e praticamente não ameaçaram às metas adversárias. Cada um a sua forma, até arriscaram em chutes de fora da área, mas não foram eficazes em dar trabalho aos goleiros, que quase não atuaram. A melhor chance aconteceu aos 50 minutos, quando Danilo Barcelos cobrou falta perto da área e acertou o travessão de Felipe Alves. Porém, antes, houve duas oportunidades interessantes de abrir o placar: uma a favor dos visitantes, aos 35, quando Ronald, encontrado por Romarinho em lançamento, bateu nas mãos de Marcos Felipe, e outra pelos cariocas, em seguida, no momento em que André arriscou por cima do gol.

Na volta do intervalo, o Fortaleza retornou bem melhor e comandou a maior parte das principais ações, deixando o Fluminense acuado e sem tanta criatividade na partida. E, logo aos 3, conseguiu sair na frente, com Marcelo Benevenuto, ex-Botafogo. Lucas Crispim cobrou escanteio pelo lado direito, o zagueiro subiu mais alto do que a marcação tricolor e cabeceou na direção do chão, vencendo o arqueiro e balançando a rede do Maracanã. Os donos da casa, abatidos, mal tiveram a possibilidade de reagir no confronto e o Leão do Pici, imprimindo ofensividade e intensidade, trataram de ampliar rapidamente a vantagem, aos 14. Companheiro de defesa do primeiro autor do tento da vitória parcial, Titi aproveitou cruzamento de Crispim pela faixa esquerda e testou no ângulo de Marcos Felipe, que saiu afobado e passou batido no lance, vendo os nordestinos fazerem 2 a 0.

A partir daí, com as mexidas realizadas tanto pelo técnico Marcão quanto pelo argentino Juan Pablo Vojvoda, o duelo tornou-se mais truncado e travado, com os cearenses girando e administrando a posse de bola, enquanto o time das Laranjeiras tentava, a todo custo, ir ao ataque e buscar, ao menos, diminuir a diferença e o prejuízo no Rio de Janeiro, diante da presença de sua torcida. Entretanto, as substituições dos mandantes não surtiram efeito e Felipe Alves praticamente não teve de executar grandes intervenções, à exceção de uma cabeçada de Fred, aos 38, espalmada lindamente pelo camisa 12 à linha de fundo. Até o fim, não houve outras chances perigosas e os cariocas amargaram a derrota sem marcar gols.



recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
16 de Outubro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Nenhuma programação disponível
« Programa Anterior
21:00 - Botequim do Mister
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »