Conecte-se conosco

Destaques

Noite de gala! Flamengo faz sete, atropela o Tolima e se garante nas quartas de final da Libertadores

Rubro-Negro vai encarar o Corinthians na próxima fase da competição sul-americana

Publicado

em

Flamengo aplica sonora goleada no Tolima e avança às quartas de final da Libertadores
(Foto: Marcelo Cortes/Flamengo)

Classificação mais do que confirmada. Em atuação que lembra bastante a temporada avassaladora de 2019, o Flamengo atropelou e goleou o Tolima-COL por 7 a 1, na noite desta quarta-feira (6), no Maracanã, com requintes de crueldade, e está nas quartas de final da Libertadores, fase na qual irá encarar o Corinthians. Pedro, quatro vezes, Gabigol, Matheus França e Quiñónes, contra, fizeram a favor dos mandantes. O próprio defensor descontou pelos colombianos. O triunfo esmagador ainda teve a presença de Arturo Vidal na tribuna, futuro novo reforço da equipe da Gávea.

O primeiro tempo foi de total domínio rubro-negro. A formação inicial com dois atacantes surtiu efeito e, logo de cara, aos 4 minutos, Pedro abriu o placar: o atacante deu em Arrascaeta, que devolveu na frente para o camisa 21 chutar cruzado e ver a bola bater na trave para entrar de mansinho. Aos 20, como resultado da enorme pressão carioca, Gabigol invadiu a área, finalizou na saída do goleiro e, depois de a conclusão rebater em Quiñónes, ampliou. Enquanto isso, os colombianos praticamente não ameaçaram a meta de Santos.

Na volta do intervalo, o Flamengo tratou de matar o confronto e eliminar qualquer tipo de dúvida em relação à classificação. Arrascaeta cobrou falta, David Luiz subiu mais alto que o adversário e resvalou na direção de Pedro. O artilheiro aparou no peito e só precisou tirar de Cuesta para anotar seu segundo gol na partida e o terceiro dos donos da casa. Atordoado, o Tolima não esboçou reação e ainda tomou o quarto, aos 10, quando Gabigol, novamente em bonita arrancada, cortou para a canhota e chapou colocado no canto direito da baliza.

Após a goleada, os visitantes se lançaram ao ataque de forma instintiva e até conseguiram descontar, aos 17, com Quiñónes, que havia feito contra na etapa inicial. Ureña alçou na área, João Gomes resvalou e a sobra ficou para o zagueiro tirar do goleiro, acertando a bochecha da rede. No entanto, nada que atrapalhasse a noite mágica do time de Dorival Júnior. Isso porque, aos 21 e 27, Pedro, pela terceira vez, e o garoto Matheus França, respectivamente, construíram a goleada por 6 a 1. Perto do fim, o camisa 21 deixou seu quarto tento e o sétimo dos cariocas. Atropelo memorável e espantador de má fase no Rio de Janeiro.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.