Campeonato Brasileiro

Recuperação! Vasco joga bem, bate a Ponte Preta no Rio e volta a vencer na Série B

Com gols de Andrey e Caio Lopes, Cruzmaltino deixa para trás sequência de três derrotas na competição

Por Bruno Gentile

Vasco vence a Ponte Preta por 2 a 0 pela Série B
(Foto: Rafael Ribeiro/Vasco)

Voltou a vencer! Em jogo com atuação consistente e eficiente, o Vasco espantou os maus resultados, confirmou o favoritismo, venceu a Ponte Preta por 2 a 0, neste domingo (29), em São Januário, pela 21ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, e depois de três derrotas consecutivas – para Remo, Londrina e Operário-PR -, reencontrou o caminho das vitórias na Segunda Divisão, o que fez os comandados de Lisca pularem para a 10ª colocação na tabela de classificação, com 31 pontos, a quatro do rival Botafogo, que abre o G-4 da competição. Andrey e Caio Lopes, um em cada etapa, fizeram os gols do triunfo carioca.

O primeiro tempo contou com o protagonismo de ambos os lados em campo. Isso porque as duas equipes tiveram criaram boas chances de marcar e o confronto acabou sendo bastante agitado, movimentado e aberto. Por estar dentro de seus domínios, os donos da casa até apresentaram mais volume ofensivo, enquanto que os paulistas foram à frente menos vezes. E quem assustou de início foi justamente o Gigante da Colina, em duas oportunidades seguidas: uma com Léo Matos, que cabeceou direto para fora ao ser achado por Andrey em cruzamento, aos 3; e outra com Caio Lopes, novidade no time, finalizando também pela linha de fundo.

Os visitantes não se esconderam e responderam à investida mandante. Aos 6, Moisés aparou pela faixa esquerda, levou pelo meio e soltou a pancada de perna direita. Bem posicionado, Vanderlei fez excelente defesa e, na sequência, a bola ainda passou perto da trave direita da baliza. Com o jogo equilibrado, o Cruzmaltino voltou a atacar, em possibilidade de gol armada por Léo Jabá. O camisa 7 disparou pela ponta-esquerda, tabelou com Marquinhos Gabriel e arriscou, sem ajeitar, já no interior da área. À queima-roupa, Ivan evitou o tento ao fechar o ângulo e realizar ótima intervenção.

Aos 12, a Ponte Preta, em sua melhor construção de ataque, por pouco não balançou a rede. Marcos Júnior recebeu lindo lançamento, dominou no peito e, sem deixar cair, deu um toque de canhota por cobertura. A tentativa passou por cima de Vanderlei e saiu raspando a trave esquerda do goleiro. Depois de tantas chances por ambos os lados, o Vasco, aos 18, conseguiu abrir o placar: Léo Jabá errou o passe no primeiro momento, mas recuperou a posse e tocou no pivô para Cano, que deixou sem hesitar na esquerda para Marquinhos Gabriel. O meia achou Andrey próximo à marca da cal, completamente sozinho, e o volante só teve o trabalho de testar no chão e vencer Ivan.

Após a inauguração da contagem, tanto os cariocas quanto os paulistas ainda chegaram a ter mais uma oportunidade cada de ampliar e empatar, respectivamente. Aos 22, ao pressionar a saída de bola do time de Campinas, os comandados do técnico Lisca aproveitaram a sobra do escanteio batido e Miranda, desequilibrado, arrematou no canto direito de Ivan, que caiu e encaixou sem maiores dificuldades. Já perto do fim, André Luiz quase igualou em São Januário, aos 37, quando ajeitou pela intermediária e chutou forte, com curva e efeito, obrigando Vanderlei a voar para espalmar.

Na volta do intervalo, o cenário da etapa inicial manteve-se e as duas equipes não abdicaram de atacar, apesar das limitações. Logo aos 3 minutos, Gabriel Pec construiu bela jogada individual pela faixa direita do gramado e soltou uma bomba de canhota, parando em excelente defesa do Ivan. Na sequência, aos 8, veio a resposta dos visitantes. Em cobrança de falta, Moisés bateu firme de perna direita, Vanderlei caiu bem no canto esquerdo e saiu socando tudo, a fim de afastar o perigo.

Até então, mesmo com chances criadas por todos os lados, o que diferenciava-se as finalizações dos mandantes em relação ao campinenses era a pontaria, já que os donos da casa saíram na frente e, aos 19, conseguiram aumentar vantagem no Rio de Janeiro. Novidade como titular, Caio Lopes recebeu boa bola na entrada da área, ajeitou o corpo e acertou um foguete no ângulo direito de Ivan. O garoto ainda contou com um leve desvio no meio do caminho, contribuindo para acabar de vez com a possibilidade de intervenção do goleiro e decretando 2 a 0.

A partir daí, a Ponte Preta murchou no setor ofensivo, à medida em que o Cruzmaltino também passava a desacelerar a partida, trocar passes e fazer o tempo rolar para confirmar o triunfo. Somente na parte final do confronto, aos 39, aos 41 e aos 46, o time de São Paulo voltou a assustar: na primeira tentativa, Vini Locatelli pegou o rebote na meia-lua e arriscou. Porém, Vanderlei apareceu e espalmou, inclusive, de modo estranho. Na segunda, André Luiz tentou um chute no ângulo da baliza carioca, mas sem sucesso. E, por último, o próprio camisa 8 desperdiçou lançamento nas mãos do arqueiro adversário e não houve alterações no placar.

Agora, após espantar a sequência de derrotas consecutivas, o Vasco terá alguns dias para se preparar e tentar engatar a segunda vitória seguida na Série B do Campeonato Brasileiro, na sexta-feira (3), às 19h, contra o Brasil de Pelotas, novamente em São Januário, pela 22ª rodada da Segunda Divisão. Já a Macaca, com o revés, segue em 15° lugar da tabela de classificação, com apenas 22 pontos e a um da zona de rebaixamento.

Últimos vídeos do Vascão


recomendadas
Comentários

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
17 de Setembro de 2021 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Show do Antônio Carlos
« Programa Anterior
08:00 - Show do Clóvis Monteiro
10:00 - Programa Isabele Benito
11:00 - Programa Francisco Barbosa
12:00 - Patrulha da Cidade
15:00 - Show do Heleno Rotay
17:00 - Show do Apolinho
19:00 - Radar Tupi
20:00 - Programa Cristiano Santos
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
13:00 - Cidinha Livre
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »