Esportes

Abel critica atuação do Vasco “O que jogamos hoje não é o bastante para ganhar do Goiás”

Cruz-maltino empatou sem gols com o Volta Redonda, pela Taça Rio, e enfrenta o esmeraldino nesta quinta-feira, pela Copa do Brasil. Torcida vaiou o treinador e o presidente do clube

Por Bruno Almeida

(Foto: Wellington Campos/Tupi)

O momento do Vasco não está bom. A equipe empatou mais uma vez na Taça Rio, dessa vez sem gols, com o Volta Redonda. Na partida, realizada no último domingo (08/03), a torcida reclamou do treinador Abel Braga e do presidente do clube, Alexandre Campello. Não foi a primeira vez que o técnico recebeu críticas dos torcedores durante um jogo. Na entrevista coletiva, Abel também criticou a atuação do time e mostrou preocupação para o confronto desta quinta-feira (12/03), contra o Goiás, pela terceira fase da Copa do Brasil.

– Temos que melhorar em muitos aspectos. Fizemos um jogo razoável na Copa do Brasil contra o ABC, teremos outro agora na quinta. O que jogamos hoje não é o bastante para ganhar do Goiás. Tivemos imensas dificuldades contra o Volta Redonda. O time não está apresentando aquilo que pode e deve. É a grande verdade. Estamos muito abaixo.

Eliminado na fase de grupos da Taça Guanabara com uma rodada de antecedência, Abel Braga mostrou preocupação com a situação do time na Taça Rio. Após duas rodadas, a equipe tem apenas 2 pontos e um gol marcado.

– Me preocupa, preocupa os jogadores, preocupa a direção e preocupa o torcedor. Não é o bastante. É difícil, alguns jogadores saíram ao final do ao passado e voltaram, casos do Guarín e do Bastos. O normal para o Vasco é estar bem em todas as competições, mas estamos conseguindo levar em duas. Mas não apresenta ainda o que pode e deve. É a grande verdade. Estamos muito abaixo.

Abel também falou que ele e o elenco estão abatidos com o resultado e que é preciso melhorar muito para a próxima partida.

– Incomoda. Lateralizamos muito o primeiro tempo, só verticalizamos em duas jogadas, teve a chance e não marcamos. Mudamos a dinâmica com a entrada do Juninho, não é falar mal de quem saiu. Estou abatido como todo mundo. Não tem como ser diferente. Saímos com empate, a ideia era vencer para estar no bolo da classificação, estar mais seguro e termos tranquilidade. No próximo jogo do campeonato, teremos um clássico. Vamos ver o que vai acontecer. Daqui a três dias entramos em campo de novo. Werley jogou no sacrifício, tem estado bem. Vinicius, a virilha endureceu. Na quinta, o jogo foi complicado. O Volta Redonda treinou por dez dias. Não é desculpa, mas um fato. Tentei colocar mais atacantes para termos mais superioridade, mas não deu. Temos de melhorar em todos os aspectos.

O treinador ressaltou que os salários atrasados não estão interferindo no desempenho e que o presidente do clube vai conversar sobre o tema com o elenco nesta terça-feira.

– Sinceramente, isso não afeta. A relação é boa. O trabalho é bom. Em momento algum, fizeram cobranças. Os problemas são do ano passado e têm que ser resolvidos. O que eu sei é que na terça-feira o presidente terá reunião com o grupo e vai explicar como vai resolver. Isso não é desculpa. Jogador entre em campo treinado e tem de fazer o melhor.

A partida do Vasco contra o Goiás pela Copa do Brasil vai ser realizada em São Januário, às 21h30. Já no domingo (15/03), o cruz-maltino encara o Fluminense, às 18h, pela terceira rodada da Taça Rio.

Comentários
recomendadas

AO VIVO
OUÇA AO VIVO
VOLTAR AO SITE
08 de Abril de 2020 - 96.5 FM
OUÇA AQUI
Programa Cristiano Santos
« Programa Anterior
21:00 - Tupi na Rede
22:00 - Giro Esportivo
Próximo Programa »
  • Transmissão em Vídeo
Acompanhe também »