Conecte-se conosco

Baixada Fluminense

Justiça decreta prisão de traficantes envolvidos na morte das meninas Emily e Rebecca

Crianças de 4 e 7 anos brincavam na porta de casa, na comunidade do Sapinho, quando foram baleadas em dezembro de 2020

Publicado

em

Emilly e Rebeca foram assassinadas enquanto brincavam na porta de casa, em Duque de Caxias
(Foto: Reprodução/Montagem)

A Justiça do Rio decretou a prisão preventiva dos traficantes Leandro Santos Sabino, chamado de Trem, e Lázaro da Silva Alves, conhecido como Mestre, acusados pelo assassinato de Emily Victoria da Silva Moreira dos Santos, de 4 anos, e Rebecca Beatriz Rodrigues dos Santos, de 7 anos. As crianças brincavam na porta de casa, na Comunidade do Sapinho, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, quando foram baleadas em 04 de dezembro de 2020.

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Rio, vigias do tráfico avistaram uma viatura da Polícia Militar circulando em local próximo, na Avenida Gomes Freire. Os mandantes, então, ordenaram que matassem os agentes. Os outros traficantes abriram fogo contra policiais, mas os executores acabaram atingindo as meninas por engano.

Diante disso, Leandro Santos Sabino e Lázaro da Silva Alves foram denunciados por associação para o tráfico e dois homicídios duplamente qualificados. Já os responsáveis pelos disparos ainda não foram identificados.

Ainda segundo o Ministério Público do Rio, a Justiça arquivou o inquérito que apurava a participação na morte das meninas dos sargentos David Guilherme de Paula Vieira, Valter Sobreira dos Santos Filho, Marcelo Luiz Teixeira Rey e Davson Patrício de Souza, além do subtenente Geraldo Dias Soares. Esta decisão ocorreu após o laudo pericial, elaborado a partir do exame de reprodução simulada, concluir que não foram encontrados indícios de disparo de arma de fogo pelos policiais militares envolvidos. 

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.