Conecte-se conosco

Mundo

Na Colômbia, ex-senadora usa moto do Rappi para fugir da prisão

Aída Merlano estava detida desde o ano de 2018 e cumpria pena de 15 anos por corrupção e porte ilegal de armas

Publicado

em

Aída Merlano estava detida desde o ano de 2018 e cumpria pena de 15 anos por corrupção e porte ilegal de armas (Foto: Reprodução/Facebook)

Aída Merlano estava detida desde o ano de 2018 e cumpria pena de 15 anos por corrupção e porte ilegal de armas
(Foto: Reprodução/Facebook)

Na cidade de Bogotá, capital da Colômbia, a ex-senadora Aída Merlano fugiu do presídio no qual estava detida, na última terça-feira, usando uma moto do aplicativo de entregas Rappi. Aída estava presa desde o ano de 2018 e cumpria pena de 15 anos por corrupção e porte ilegal de armas.

A ex-parlamentar estava em uma consulta odontológica, quando fugiu pela janela do prédio utilizando uma corda. Na frente do centro médico, uma moto da Rappi já esperava por ela. Segundo o jornal El Tiempo, assim que informados sobre a fuga, o Instituto Nacional Penitenciário e Prisional (Inpec) da Colômbia acionou a polícia, que realiza buscas por Aída.

Até o momento, a ex-senadora permanece foragida.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.