Conecte-se conosco

Patrulhando a Cidade

Policiais penais apreenderam drogas escondidas em chinelos de dedo no Complexo de Gericinó

Material apreendido foi levado para a 34ªDP

Publicado

em

Policiais penais apreenderam drogas escondidas em chinelos de dedo no Complexo de Gericinó

Policiais penais apreenderam drogas escondidas em chinelos de dedo, durante fiscalização no Instituto Penal Plácido Sá Carvalho, no Complexo de Gericinó. Os policiais penais receberam informações de que pessoas privadas de liberdade, voltando da Visita Periódica à Família (VPF), deixariam material entorpecente na parte externa da unidade prisional, para que os apenados que exercem atividades laborativas fora do Plácido Sá de Carvalho pudessem resgatar as drogas, quando retornassem ao Instituto Penal.

Pelo sistema de câmeras, os policiais penais ficaram monitorando o regresso dos presos de VPF para tentar identificar os autores do delito, mas a tática não deu resultado. Porém, uma turma de agentes não se deu por vencida e vistoriou o local, encontrando próximo ao banheiro do abrigo de visitante dois pares de chinelos de dedos recheados com erva seca picada e pó branco. Ao lado dos chinelos também foram achados uma trouxinha de maconha e pequena quantidade de cocaína. O material apreendido foi levado para a 34ªDP.

Mais drogas e celulares

Os policiais penais também apreenderam 40 celulares, carregadores, chips e fones de ouvido, além de grande quantidade de drogas, durante fiscalizações nos dias 22 e 23 de agosto.

Na Penitenciária Milton Dias Moreira, em Japeri, foram encontrados oito aparelhos telefônicos, 103 sacolés de pó branco e 83 papelotes contendo erva seca picada. No Presídio Carlos Tinoco da Fonseca, em Campos dos Goytacazes, foram apreendidos 13 celulares, 10 chips, 195 papelotes de erva seca prensada e 19 papelotes de pó amarelo. Um dos celulares, da marca Samsung, foi encontrado em poder do L.S.B, o restante do material estava em área comum, não sendo possível identificar os “donos”. A ocorrência foi registrada na 146ª DP.

Já na Cadeia Pública Paulo Roberto Rocha, em Gericinó, foram apreendidos dois celulares. No Presídio Pedro Melo Da Silva, também no Complexo de Gericinó, os policiais penais encontraram cinco telefones, 19 sacolés contendo massa escura e 20 sacolés com pó branco. A mesma quantidade de aparelhos, cinco, estava no Instituto Penal Vicente Piragibe. Na Penitenciária Moniz Sodré foram apreendidos sete celulares, 128 sacolés com erva seca, 117 contendo massa escura e 115 sacolés contendo pó branco.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *