Conecte-se conosco

Capital Fluminense

Policial militar que atirou em morador da Maré é preso por homicídio culposo

Corporação divulgou uma nota oficial a respeito do caso na noite desta quinta-feira

Publicado

em

Jefferson de Araújo Costa foi baleado por um Policial Militar (imagem: reprodução/redes sociais)

O policial militar Eduardo Gomes dos Reis, que atirou à queima roupa e matou um morador do Complexo da Maré no fim da manhã desta quinta-feira (8), vai responder por homicídio culposo. Ele prestou depoimento durante a tarde na Delegacia de Homicídios da Capital (DHC).

As investigações serão conduzidas pela Justiça Militar. No âmbito da Polícia Militar, um Inquérito Policial Militar (IPM) foi instaurado pela Corregedoria Geral da Corporação para averiguar as circunstâncias do fato.

Durante a noite desta quinta-feira, o militar foi conduzido à 1ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar (DPJM), onde foi ouvido e preso em flagrante por homicídio culposo. Sua arma e sua câmera operacional portátil foram recolhidas e disponibilizadas para a investigação. O agente será encaminhado para a Unidade Prisional da Corporação, na cidade de Niterói, Região Metropolitana.

Confusão no Complexo da Maré

No final da manhã desta quinta-feira, policiais militares do 22º BPM (Maré) foram acionados para intervir numa manifestação que ameaçava fechar a Avenida Brasil, nas imediações do Complexo da Maré.

Durante a ação, o fuzil de um dos policiais disparou, atingindo um manifestante, identificado como Jefferson de Araújo Costa.  De imediato, o local da ocorrência foi preservado até a chegada de equipe da Delegacia de Homicídios da Capital, que providenciou a perícia no local do fato. Lotado no 22° BPM, o militar foi identificado e apresentado à DH onde prestou depoimento. Após análise da autoridade policial, o caso foi registrado como homicídio culposo.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *